Periféricos de alta performance podem parecer algo muito específico e restritos a um pequeno grupo de consumidores, mas você sabia que, além de serem poderosos aliados dos jogadores de PC, eles também podem ser uma ótima ferramenta para o usuário comum? Se você utiliza e depende de um computador no seu trabalho, as chances de que um periférico gamer possam auxiliar você a se tornar mais produtivo são enormes.

Caso esteja se perguntando o motivo, dá uma olhada nessa lista de argumentos que podem fazer com que você veja as vantagens de se investir em equipamentos que originalmente foram pensados para o pessoal dos jogos eletrônicos:

Um investimento duradouro

A faixa de preço dos acessórios é bem flexível, e, se você não quiser investir muito nisso, existem opções com valores próximos aos dos periféricos comuns de qualidade um pouco melhor. Por isso, o usuário pode escolher o quão avançado ele quer que o periférico seja, de acordo com a sua necessidade.

Dado o uso mais pesado feito pelos gamers, uma das necessidades na produção desses acessórios é que eles tenham uma qualidade de acabamento e itens mais resistentes, que fazem com que o periférico dure ainda mais quando usado para fins "normais". Assim, a probabilidade de que se comprar um item que vá durar a vida inteira – entregando a mesma qualidade - é bem grande.

Os acessórios também são feitos para uso contínuo, então aspectos como peso e ergonomia são levados em consideração para que não se torne incômodo utilizá-los depois de muito tempo. Isso também vale para quem é canhoto: várias empresas têm um modelo de mouse específico para ser utilizado com a mão esquerda.

Os fones de ouvido voltados para os jogadores também são feitos com materiais mais resistentes, entre cabos e estruturas, feitos para aguentar o transporte constante (e os ataques de raiva também).

Além disso, a qualidade do som tem uma importância enorme para esse público, mas usuários comuns também podem se beneficiar disso: os fones contam com uma ótima acústica e um preço bom, perfeito para aqueles que gostam de ouvir música mas não querem investir tanto dinheiro em fones profissionais.

Botões, botões e mais botões

Uma das grandes funcionalidades de mouses e teclados gamers é tornar tudo mais prático por meio de botões programáveis. A quantidade deles, no entanto, varia nos dois acessórios. Para as marcas mais conhecidas, um software acompanha os acessórios para que esses botões extras sejam programados de acordo com a necessidade do usuário.

Nos games eles são utilizados para que uma determinada ação seja feita sem a necessidade de movimentos complexos ou combinações de teclas, enquanto processos contínuos e repetitivos podem ser feitos apenas pressionando apenas um botão.

Essa vantagem também é refletida no uso convencional: para quem trabalha com planilhas (em Excel, por exemplo), vários teclados permitem que macros sejam gravadas nesses botões para que ações repetitivas sejam desempenhadas no software. É o mesmo processo, apenas em ambientes diferentes.

Não usa macros? Sem problemas: os teclados da Logitech, por exemplo, vêm com um aplicativo em que você pode programar esses botões para abrir um programa ou desempenhar ações específicas, como alternar entre as tabs de seus navegadores, salvar seus documentos ou copiar e colar arquivos.

É possível ainda programar atalhos de texto: você digita uma sigla e ela automaticamente vira uma frase ou algo parecido. Então, para os casos de escrita repetitiva, como o fim de emails ou respostas que geralmente não se alteram, basta programar uma frase e associá-la a uma sigla ou palavra e ela aparecerá, economizando muito tempo de trabalho.

O mesmo acontece nos botões do mouse: via de regra, os mais básicos vêm com dois botões que desempenham as funções de voltar e avançar. Os modelos mais avançados, no entanto, podem vir com vários botões – o modelo Razer Naga vem com 12 botões programáveis –, acrescentando ainda mais opções de programação de macros que ficam ao alcance do polegar.

Tudo isso ainda pode ser personalizado por perfis, então, caso você compartilhe seu computador e seus acessórios com mais alguém, o ajuste pode ser feito de acordo com o uso de cada pessoa.

O processo de programação pode ser feito através da interface que acompanha esses periféricos, que na maior parte das vezes são supersimples e intuitivos.

Bonitos, bem construídos e nada ordinários

Além de serem duráveis e estilosos – é preciso ter um bom apelo visual para se diferenciar –, um grande diferencial desses produtos é que eles desempenham suas funções muito bem.

Os teclados são ergonômicos e na grande maioria dos casos têm um sistema de digitação silencioso, sem aquela barulheira toda que os teclados convencionais fazem.

Outros modelos mais arrojados vêm com iluminação de fundo nas teclas, então, para aqueles que desejam unir o útil – como fazer aquela hora extra em casa ou escrever aquele TCC de madrugada sem atrapalhar ninguém – ao agradável (jogar seus games), acabam se tornando um acessório indispensável.

Para os mouses, além dos botões, o grande atrativo é a possibilidade de aprimorar a precisão do acessório, que geralmente apresenta vários níveis de DPI – dots per inch ou pontos por polegada – que permitem que o usuário tenha um controle extremamente meticuloso do ponteiro. Esse é um aspecto particularmente útil para quem trabalha com edição de imagens e vídeos.

Os fones de ouvido gamers são uma ótima pedida para quem busca um bom desempenho sonoro sem gastar rios de dinheiro com fones superelaborados. Nos jogos, o som ajuda no processo de imersão e também ajuda na identificação dos inimigos através do som de passos e conversas.

No uso comum, a qualidade sonora é ótima para quem assiste a filmes, ouve músicas no PC, trabalha com edição de sons e vídeos ou ainda DJs que querem começar com opções mais baratas de equipamento sem abrir mão da qualidade.

Específicos no nome, abrangentes no uso

É fato que os periféricos gamers são voltados para um público específico, mas as vantagens que eles trazem para os jogos também podem ser usadas fora deles e facilitam muito a vida no trabalho. Os processos ficam mais simples, mais dinâmicos, mais precisos e exigem uma movimentação muito menor das mãos e dedos.

Apesar de custar mais caro que periféricos comuns, existem opções mais em conta que ainda assim justificam a compra. São diversas empresas e opções disponíveis, aumentando e muito a chance de que você encontre um que atenda a sua necessidade e não machuque seu bolso.

Caso você não saiba por onde começar a sua procura, tente ir atrás de marcas como Razer, Logitech, EVGA, Thermaltake, Corsair e SteelSeries e logo você estará entre as principais referências no mercado gamer.

E, para os que querem equipamentos melhores para jogar no PC, o fato de também poder usufruir de diversas funcionalidades no uso comum acaba se tornando mais um argumento que justifica o investimento.

De qualquer forma, agora você tem ótimas justificativas para dar quando chegar ao seu ambiente de trabalho (ou em casa mesmo) com periféricos coloridos e que esbanjam design: eles vão te ajudar a ser ainda mais produtivo.

Cupons de desconto TecMundo: