Com muito peso e rodas grandes, o patinete do seu avô era movido a descidas de ladeira. Com corpo de alumínio e rodas de poliuretano, o patinete do seu pai era movido a pernas muito bem treinadas. E com motor elétrico e conectividade avançada, o seu patinete pode ser movido a boas experiências...

Pelo menos é isso que promete o novo patinete dobrável Immotor Go anunciado pela Immotor — empresa comandada por Daniel Huang, ex-CEO da fabricante de acessórios para eletrônicos Mophie.

Além de ser um veículo de rápido deslocamento, o patinete Immotor Go também promete vários recursos muito interessantes. O veículo pode ser conectado a smartphones para o controle de luzes, buzinas, músicas sendo reproduzidas no speaker integrado e até mesmo para a gravação dos percursos.

Com motor elétrico, o Go ainda promete um sistema de "baterias inteligentes" para fazer com que o patinete possa otimizar a autonomia. Vale dizer que elas levam entre três e quatro horas para que sejam completamente recarregadas — o que é ideal para quem vai fazer a recarga durante o expediente, por exemplo.

O modelo principal da linha Go conta com motor de 250 Watts e bateria de 99 Watts para até 11 km de autonomia; enquanto um modelo Go Sport Pro traz motor de 350 Watts e  bateria 150 Watts para até 32 km. Durante as pré-vendas nos EUA, o Immotor Go terá o preço iniciado em US$ 399 (R$ 1.243), mas pode chegar a US$ 1.099 (R$ 3.424) em breve.

De acordo com os fabricantes, o patinete foi criado para "redefinir o transporte pessoal". Ainda é cedo para dizer que isso é mesmo possível, mas a proposta pode ser interessante. Será que os patinetes vão voltar com tudo?