O Programa de Transferência de Tecnologia da NASA está dando início ao que eles chamam de Iniciativa Startup NASA, um projeto que libera sem custos iniciais cerca de 1,2 mil patentes registradas pela agência espacial americana. A ideia é ajudar novas empresas a solucionarem seus dois maiores problemas: o levantamento de capital e a garantia de direitos de propriedade intelectual.

Caso uma startup comece a comercializar um produto com sucesso, ela deverá pagar os royalties devidos à NASA.

As patentes disponíveis (que podem ser acessadas neste link) dividem-se em 15 categorias e incluem tecnologias como robôs humanoides, dispositivos manuais que funcionam com laser e um avião capaz de realizar manobras em atmosferas de baixa pressão.

Gratuito, porém não muito

É claro que existem ressalvas às regras dessa iniciativa: as licenças não serão exclusivas para as startups que as escolherem, apesar de a NASA estar aberta a algumas discussões em relação a isso; certas patentes só poderão ser utilizadas caso a empresa tenha a intenção de comercializá-la; e, obviamente, a gratuidade do acesso às tecnologias é apenas inicial: caso uma startup comece a vender um produto com sucesso, ela deverá pagar os royalties devidos à NASA.

Mesmo se você não possui uma startup de tecnologia, vale a pena dar uma conferida na lista de patentes que a NASA disponibiliza. Os registros são fascinantes e podem, quem sabe, até inspirar as pessoas a tentar desenvolver algo nesse ramo tão incrível.

Você acha que vale a pena investir em uma startup com patentes criadas pela NASA? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: