Todos nós, consumidores e espectadores, estamos cansados de ver aqueles intermináveis casos de processos que uma determinada empresa faz contra outra. A Samsung e a Cisco certamente pensam assim e, para apaziguar quaisquer conflitos, entraram num acordo em que a licença da patente das duas é compartilhada. Entre as cláusulas do acordo, está a promessa de uma não processar a outra pelos próximos 10 anos.

A parceria de 10 anos especificamente dá às companhias acesso ao portfólio de cada uma e a novas patentes que entrarem durante o período de duração do acordo.

Mas o objetivo do pacto não se resume apenas a não estar num tribunal. O compartilhamento de patentes certamente facilitará as duas empresas a criarem novos produtos sem aquela preocupação típica – conhecida também como “pedra no sapato” – que envolve o uso de marcas ou contratos de licença.

Dan Lang, vice-presidente de Propriedade Intelectual da Cisco, defende exatamente essa facilidade. “A inovação é hoje muito reprimida em função de um ambiente que tem tendência de contestar tudo. Ao cruzar a licença de nossos portfólios patenteados, a Cisco e a Samsung estão dando um passo importante para reverter esse quadro e avançar a inovação e a liberdade de operação”, declarou o executivo em nota.

No final das contas, nós, consumidores, ao assistir a essas brigas “de camarote”, saímos sempre ganhando.

Cupons de desconto TecMundo: