(Fonte da imagem: Reprodução/Microsoft)

Todos os computadores com Windows 7 e também os Xbox 360 possuem algumas tecnologias de transmissão de dados que pertencem à Motorola — além de alguns codecs de vídeo. Isso gerou uma disputa judicial entre a detentora das patentes e a fabricante dos produtos citados, pois a primeira exigia o repasse de um percentual dos valores obtidos nas vendas da Microsoft. Até aí, nada de diferente do que já é habitual na tecnologia.

Mas há um item em que as duas empresas não concordam: os valores. Enquanto a Motorola gostaria de obter o equivalente a 2,25% de cada aparelho vendido — resultando em um total que ultrapassa a marca de US$ 4 bilhões por ano —, a Microsoft julga que somente US$ 1,23 milhão (isso mesmo, com “m”) deve ser repassado à Motorola. E os juízes presentes no caso deram vitória para a empresa de Redmond.

Segundo o relato da justiça norte-americana, a Microsoft deverá pagar apenas US$ 1,19 milhão à Motorola. Isso representa pouco mais de meio milhão de dólares acima do que a Microsoft esperava, mas quase US$ 4 bilhões abaixo do que a rival queria receber. A criadora do Windows afirma que isso será ótimo para os consumidores, que não sofrerão grandes impactos nos preços.

Cupons de desconto TecMundo: