Nova patente prevê dispositivo portátil revolucionário (Fonte da imagem: Reprodução/GeekWire)

Uma patente registrada por ninguém menos do que o CEO da Amazon, Jeff Bezos, e o vice-presidente da companhia, Greg Hart, mostra que a empresa deve aparecer com novos modelos de Kindle que poderão, quem sabe, acabar revolucionando o mercado dos portáteis.

Os desenhos registrados pela Amazon mostram um aparelho que ficaria reduzido a ser simplesmente uma tela, algo que funcione somente como um link entre você e o conteúdo armazenado em outro local. E é aí que a outra parte do projeto aparece.

Ao que tudo indica, uma estação realizaria todo o trabalho de processar e interpretar os livros, sites e programas. Ela também poderia ser controlada de longe e sem a necessidade das mãos, obedecendo a comandos de voz e gestos.

Dessa forma, o seu tablet ou leitor digital não precisaria contar com praticamente nenhuma estrutura física, ou seja, seria mais leve e fino do que nunca, ficando reduzido a somente uma tela. O portátil também não precisaria ser recarregado, pois assim como o conteúdo, a energia também seria fornecida ao gadget por meio dessas “estações” de forma constante, dispensando a necessidade de se ter uma grande e volumosa bateria de íon de lítio, por exemplo.

Cobrança e usabilidade

O projeto prevê uma situação que exemplifica como o tablet funcionaria. Segundo a Amazon, em uma faculdade qualquer os alunos poderiam contar com gadgets do tipo. Nos corredores da instituição haveriam estações que forneceriam conteúdo e energia para os frequentadores do lugar, tudo de forma direcionada e de acordo com o público em questão.

Em outras situações, como restaurantes e cafés, por exemplo, o acesso a materiais específicos, como jornais e revistas, poderia ser cobrado, sendo liberado ou bloqueado pelas estações – tudo, é claro, de acordo com o interesse dos clientes.

Cupons de desconto TecMundo: