Imagem de: Juíza nega pedido da Apple para banir produtos da Samsung

Juíza nega pedido da Apple para banir produtos da Samsung

1 min de leitura
Avatar do autor

(Fonte da imagem: Reprodução/SlashGear)

Apesar de ter se sagrado vencedora na ação legal que iniciou contra a Samsung nos Estados Unidos, a Apple não conseguiu alcançar todos seus objetivos no caso. Ainda que a juíza Lucy Koh tenha condenado a empresa sul-coreana a pagar US$ 1 bilhão em danos por infringir patentes da concorrente, isso não vai impedir que a companhia continue a vender seus produtos.

Além de negar o pedido que previa a proibição da venda de smartphones e tablets que possuíam alguma tecnologia criada pela organização de Cupertino, a juíza negou o pedido da Samsung para que um novo julgamento fosse realizado. Segundo Koh, a empresa sul-coreana utilizou de má fé para tentar manipular o júri do caso, o que lhe tirou qualquer direito de pedir uma revisão da decisão.

“Essa corte já fez uma análise de danos significante nesse caso”, afirmou a juíza. Segundo ela, a Apple não apresentou provas de que os aspectos de seus produtos que foram copiados eram os únicos motivos que levavam alguém a adquirir os produtos da Samsung. Dessa forma, a concorrente continuará podendo vender seus dispositivos nos Estados Unidos, escapando assim de ver grande parte de suas operações serem destruídas subitamente.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Juíza nega pedido da Apple para banir produtos da Samsung