(Fonte da imagem: Reprodução/SlashGear)

Apesar de ter se sagrado vencedora na ação legal que iniciou contra a Samsung nos Estados Unidos, a Apple não conseguiu alcançar todos seus objetivos no caso. Ainda que a juíza Lucy Koh tenha condenado a empresa sul-coreana a pagar US$ 1 bilhão em danos por infringir patentes da concorrente, isso não vai impedir que a companhia continue a vender seus produtos.

Além de negar o pedido que previa a proibição da venda de smartphones e tablets que possuíam alguma tecnologia criada pela organização de Cupertino, a juíza negou o pedido da Samsung para que um novo julgamento fosse realizado. Segundo Koh, a empresa sul-coreana utilizou de má fé para tentar manipular o júri do caso, o que lhe tirou qualquer direito de pedir uma revisão da decisão.

“Essa corte já fez uma análise de danos significante nesse caso”, afirmou a juíza. Segundo ela, a Apple não apresentou provas de que os aspectos de seus produtos que foram copiados eram os únicos motivos que levavam alguém a adquirir os produtos da Samsung. Dessa forma, a concorrente continuará podendo vender seus dispositivos nos Estados Unidos, escapando assim de ver grande parte de suas operações serem destruídas subitamente.

Cupons de desconto TecMundo: