Minuta do processo (Fonte da imagem: Reprodução/Foss Patents)

Mais um processo envolvendo infrações de patentes da Apple foi julgado esta semana e, desta vez, a companhia da Maçã não conseguiu sair vencedora. No caso, a empresa processou a Motorola Mobility, dizendo que a rival não ofereceu condições razoáveis para o licenciamento de determinadas tecnologias móveis.

O processo já vinha se arrastando há algum tempo e a juíza Barbara B. Crabb, de uma corte de Wisconsin, foro do caso, havia determinado que as empresas tentassem chegar a um acordo. Enquanto a Motorola não teria surgido com nenhuma alternativa, a Apple ofereceu o pagamento de um valor praticamente simbólico: apenas 1 dólar por aparelho vendido.

A postura da empresa de Cupertino não teria sido muito bem aceita pelos advogados rivais, bem como pela juíza Crabb. Com isso, em audiência realizada ontem, a proposta foi rejeitada e o processo foi julgado improcedente, ou seja, com ganho de causa para a Motorola Mobility.

Segundo a revista Exame, a Google (que recentemente adquiriu a Motorola), se disse satisfeita com o desfecho da história. Em seu comunicado, a companhia também teria dito que espera chegar a um acordo razoável com a Apple, tudo para colocar um ponto final na questão de uma vez por todas.

Cupons de desconto TecMundo: