Galaxy Ace é um dos aparelhos removidos do processo (Fonte da imagem: Divulgação/Samsung)

A juíza norte-americana Lucy Koh determinou que vários aparelhos envolvidos pela Apple no processo sejam retirados dessa “linha de batalha”. De acordo com o The Verge, foram excluídos das lutas nos tribunais as versões internacionais dos smartphones Galaxy S e Galaxy SII, além do Galaxy Ace.

Após várias horas ouvindo advogados de ambas as partes, a magistrada entendeu que os argumentos da Apple, com referência a tais aparelhos, não cumpriam as exigências necessárias e razoáveis para a continuidade do processo.

Vale lembrar que a mesma juíza já estava ontem nos noticiários, pois emitiu uma ordem oficial determinando que ambas as empresas parem com as acusações públicas e que resolvam, de uma vez por todas, os problemas envolvendo patentes dentro do tribunal.

Samsung rebate acusações

Após a Apple apresentar todas as suas provas e argumentos, ontem, a Samsung teve a chance de se defender perante a juíza Lucy Koh. E a empresa sul-coreana também trouxe uma enxurrada de evidências tentando escapar do processo.

Serviços que teriam surgido antes das patentes registradas pela Apple (Fonte da imagem: Reprodução/AllThingsD)

A companhia baseou os seus protestos dizendo que os seus aparelhos não quebraram nenhuma patente da Apple, pois, em primeiro lugar, nenhuma patente deveria ter sido concedida à empresa da Maçã.

De acordo com a Samsung, as tecnologias protestadas pela empresa de Cupertino teriam sido baseadas no LaunchTile, uma espécie de sistema criado e desenvolvido em 2004 para ser utilizado em computadores de bolso, como o Compaq iPaq.

Os sul-coreanos também apresentaram argumentos envolvendo outro produto, este chamado de DiamondTouch, um computador sensível a toques que funcionaria em uma mesa, algo como o antigo modelo do Microsoft Surface. Ele teria sido criado no começo dos anos 2000 e, em 2003, sido mostrado para alguns executivos da Apple.

Fonte: AllThingsD, Engadget e The Verge

Cupons de desconto TecMundo: