(Fonte da imagem: Lab501)

Um dos principais problemas de fazer overclock em seu computador é aumentar a temperatura do componente em questão ao ponto de o cooler não ser capaz de resfriá-lo, fritando o sistema por completo. Contudo, o grupo Lab501 decidiu ousar e, de quebra, estabeleceu alguns recordes mundiais.

A partir de uma memória Kingston HyperX de 2.544 MHz, eles elevaram a frequência da peça para 3.600 MHz na latência CL10. O valor é considerado o mais alto do mundo em uma memória DDR3. Além disso, eles também alcançaram a velocidade de 3.479 MHz CL9 e 3.275 MHz CL8.

Mas como eles conseguiram chegar a esse valor sem explodir o computador? Para manter a refrigeração do equipamento, o Lab501 usou nitrogênio líquido, fazendo com que a temperatura caísse para -196 ºC, possibilitando o overclock.

Segundo o grupo, o resultado só foi possível graças a uma parceria feita com a própria Kingston, que liberou o kit para que eles explorassem todas as possibilidades. Eles também explicaram que foram realizadas várias tentativas até que eles chegassem a um nível de certeza de que tudo daria certo.

Cupons de desconto TecMundo: