Muito se fala sobre energia limpa que possa ser aproveitada dos restos orgânicos do nosso dia a dia. Embora a tecnologia que busca explorar essa área ainda esteja testando várias possibilidades, ver um meio de transporte circulando pelas estradas já é um grande avanço para os pesquisadores. Esta conquista foi alcançada nesta semana, quando o jornal The Guardian noticiou que o primeiro ônibus movido a restos humanos e de comida já está em funcionamento no Reino Unido.

Não pense que os resíduos acabam diretamente no tanque de combustível — não é bem assim que funciona. Eles passam por um processo de decomposição sem oxigênio entre 12 a 18 dias para serem transformados em um gás muito rico em metano. Depois de filtrado, ele pode ser utilizado no transporte e até mesmo para produzir outros meios de energia e calor.

É estimado que mais de 32 mil casas do Reino Unido alimentam a “matéria-prima” do ônibus. Ele realiza, a partir dessa semana, um trajeto de 24 quilômetros entre as cidades de Bristol e Bath e entra em operação por quatro dias da semana. Mais de 40 pessoas dentro do veículo podem entrar e aproveitar o passeio.

O pessoal do projeto também explica todos os detalhes sobre o projeto no vídeo abaixo, em inglês. É estimado que o ônibus consiga percorrer até 300 quilômetros com o tanque cheio.

“O fato dele estar rodando na cidade pode ajudar a abrir um debate sério sobre qual é a melhor maneira de abastecer um ônibus e o quanto isso é bom para o ambiente”, comentou o diretor do projeto, James Freeman, ao The Guardian.

O que achou dessa ideia?