Ainda mais empenhada em incomodar as gigantes da tecnologia, a fabricante OnePlus apresentou seu segundo smartphone lançado em 2015. Estamos falando do OnePlus X, que foi revelado oficialmente na manhã desta quinta-feira (29) em um evento em Londres.

Desta vez, a empresa optou por deixar o OnePlus 2 como compeditor dos celulares top de linha e lançar uma versão com vários recursos e a marca da fabricante, mas destinado a um público que opta por pagar um pouco menos e quer um dispositivo não tão potente assim.

Design de gente grande

A OnePlus não se intimidou com o mercado de smartphones intermediários em visual: o dispositivo tem materiais encontrados em muito premium por aí. A carcaça é de vidro nos dois lados, contornada por uma borda metálica. Além disso, há uma leve curvatura para que ele se adeque melhor à mão — e o conforto é ainda maior se levarmos em conta que ele é o mais leve entre os três celulares da marca.

Assim como no OnePLus 2, há um botão para que você troque entre três perfis de notificação ("normal", "só urgências" e "silencioso", por exemplo).

Seguindo o irmão mais velho

O OnePlus X pega várias características e especificações emprestadas do OnePlus 2, como as câmeras e a tela Full HD. O poder de processamento (o intermediário tem o Snapdragon 801, que é somente 32 bits) e a bateria (o top de linha leva grande vantagem em mAh) são os grandes diferenciais que separam os modelos.

O OnePlus X ainda vem com Rádio FM e câmeras com o sensor ISOCELL, que garante melhor sensibilidade e exposição à luz e menos ruído nos retratos.

Como fator original, o sistema operacional com a skin Oxygen OS aproveita os recursos de economia de energia das tela AMOLED para não gastar muita bateria e se adequar bem a ambientes escuros. Vários elementos da interface estão na cor preta, o que faz os pixels não serem ativados em vários momentos.

Disponibilidade

O OnePlus X será vendido na cor preta (versao Onyx, que sai por US$ 249, ou R$ 970) e em versões limitadas em cerâmica branca (cerca de R$ 1,5 mil e disponível só em alguns países), que a fabricante alega levar 25 dias para produzir. Várias capas coloridas serão disponibilizadas.

As vendas começam em 5 de novembro na Europa e duas semanas depois nos Estados Unidos, mas o sistema é um pouco burocrático. Para adquirir o dispositivo no primeiro mês, é preciso se cadastrar no site da OnePlus e receber um convite para a compra — ou pular a primeira etapa se você tiver um amigo com convites sobrando. O Brasil não está incluso nos países de disponibilidade inicial.

O OnePlus X será capaz de tomar o posto do ainda bem conceituado OnePlus One? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: