Ontem a chinesa OnePlus revelou o seu novo flagship ao mundo, o OnePlus 2, e você pode conferir todos os detalhes do aparelho aqui. Mas a companhia, que foi fundada há apenas 15 meses, não está exatamente preocupada com os indícios de que o mercado de smartphones está começando a se retrair em seu país natal.

Diferente dos números divulgados pela empresa em novembro, em que metade das vendas do OnePlus One foram realizadas na China e o resto para outras nações, hoje entre 60% e 70% dos celulares comercializados pela fabricante vão parar no exterior. Além disso, a companhia está voltando seus esforços para o crescente mercado indiano, graças à influência americana naquele país, segundo uma afirmação que Pete Lau, CEO da OnePlus, deu ao site Engadget.

O OnePlus One, até agora único aparelho comercializado pela empresa – o OnePlus 2 só começa suas vendas no dia 11 de agosto –, já representa 40% dos smartphones vendidos na sua categoria de preço na Índia. Por esse motivo, o cofundador e chefe de operações global da companhia, Carl Pei, tem passado boa parte de seu tempo consolidando o nome da OnePlus em território indiano.

Daqui a alguns dias, em 31 de julho, a fabricante abrirá nove lojas temporárias ao redor do mundo – duas na Índia, quatro na Europa, duas nos Estados Unidos e uma na Indonésia. A China também ganhou a sua segunda loja fixa da OnePlus, que foi inaugurada hoje em Xangai. Este gráfico, em inglês, que a companhia divulgou recentemente, ilustra bem não só a atual divisão de vendas como também outros fatos interessantes e curiosos sobre a ascensão meteórica da empresa chinesa.

A OnePlus teria espaço no mercado brasileiro de smartphones? Deixe sua opinião no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: