Há cerca de um ano, a Microsoft começou a oferecer espaço ilimitado de armazenamento no OneDrive para assinantes do Office 365. Agora, no entanto, a empresa mudou de ideia e resolveu impor uma limitação de 1 TB para as pessoas que pagam a mensalidade do serviço, além de reduzir o armazenamento gratuito na sua nuvem de 15 GB para um máximo de 5 GB – tudo isso valendo a partir do começo de 2016.

Segundo a gigante de Redmond, o motivo para a decisão foi a utilização excessiva do espaço por conta dos usuários, que usavam o OneDrive para armazenar coleções completas de filmes, muitas horas de vídeos gravados e até mesmo backups completos de PCs. “Em alguns casos, [o total] excedeu 75 TB por pessoa ou 14 mil vezes a média [de todos os demais]”, afirmou a companhia.

A partir da aplicação dos novos limites, aqueles que tiverem mais arquivos do que o permitido serão notificados e terão um prazo de um ano para tirar seus documentos, fotos, vídeos e demais itens da nuvem da Microsoft. Outra mudança decidida pela empresa foi a eliminação dos planos de 100 e 200 GB do OneDrive, que serão substituídos por um de 50 GB. Nesse caso, no entanto, os atuais assinantes desses pacotes poderão manter o limite pago até o final do prazo.

O que você achou da decisão da MS de reduzir o espaço gratuito no OneDrive e acabar com o armazenamento ilimitado dos usuários do Office 365? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: