É possível acreditar que, em plena era digital, o Comitê Olímpico Internacional queira proibir uma das melhores formas de se expressar que a internet já criou? Sim, acredite: os veículos da imprensa estão expressamente proibidos de criar GIFs ou vídeos curtos – de aplicativos como Snapchat ou Vine – com imagens da Olimpíada Rio 2016.

Quem compartilhou essa decisão no mínimo curiosa e controversa foi o site The Verge, que fez uma matéria falando sobre as regras entregues ao veículo através de um documento do Comitê Olímpico Internacional. No texto, podemos encontrar o seguinte trecho: “o uso de material Olímpico transformado em gráficos animados como GIFs, GFY, WebM ou vídeos curtos como Vines e relacionados são expressamente proibidos”. É difícil acreditar, mas é verdade.

Portanto, os veículos – nacionais ou internacionais – que vão cobrir os Jogos Olímpicos não vão poder contar com essa maravilhosa ferramenta de expressão que a internet ajudou a popularizar. Em vez de se preocupar em transmitir as informações da melhor forma possível, as empresas terão que se preocupar com essa restrição desconexa que mostra o desconhecimento e o despreparo do Comitê Olímpico Internacional. Até parece que isso vai impedir que GIFs, memes, Vines e tweets apareçam aos montes na internet, especialmente depois dessa proibição.

Comitê decide que é proibido criar GIFs dos Jogos Olímpicos 2016

Cupons de desconto TecMundo: