Não é de hoje que sabemos que a Oi está muito mal das pernas, chegando ao ponto de fazer um pedido de recuperação judicial de bilhões de reais. Isso, por sua vez, gerou rumores recentemente de que a empresa pudesse fazer uma fusão com a TIM em uma tentativa de se reerguer.

Tudo começou após comentários feitos pelo bilionário egípcio Naguib Sawiris, um dos maiores interessados na Oi, ao jornal Folha de São Paulo. Em sua conversa, o figurão, que teve boa parte de sua fortuna construída em negócios de telecomunicações, afirmou que a Oi poderia se unir à TIM, caso sua tentativa de recuperação judicial fosse bem-sucedida.

Possível? Sim. Mas não deve acontecer

A boa notícia é que a Anatel não teria problemas em aprovar esse procedimento. Em uma entrevista à Reuters, o presidente do órgão brasileiro, Juarez Quadros, explicou que, para ele, ambas as companhias poderiam se unir e complementar umas às outras.

Qualquer rumor sobre hipótese de integração entre TIM e Oi é absolutamente sem fundamento

"As empresas se complementariam. É claro que teriam de ser limitadas às sobreposições (principalmente na telefonia móvel), teria de se fazer um condicionamento dessas sobreposições", explicou Quadros ao jornal.

Por outro lado, não espere que isso vá acontecer: em resposta ao comentário, a Telecom Italia – empresa que atualmente tem controle da TIM – revelou que não tem o menor interesse em fazê-lo.

De acordo com Mario Girasole, vice-presidente regulatório e institucional da Telecom Italia, “qualquer rumor sobre hipótese de integração entre TIM e Oi é absolutamente sem fundamento e nenhuma iniciativa nesse sentido faz parte dos planos da empresa.” Ele ainda continua, deixando claro: “Não temos interesse.”

Com isso, a Oi aparentemente voltou a ficar em maus lençóis em sua tentativa de recuperação.

Cupons de desconto TecMundo: