(Fonte da imagem: Reprodução/The Next Web)

Com a chegada do Office para o iPad, a Microsoft decidiu realizar uma revisão na maneira como a suíte de aplicativos é oferecida em smartphones. Antigamente apresentando diversas restrições de uso, agora o software pode ser usado em sua plenitude por usuários domésticos que possuem o iPhone ou aparelhos Android compatíveis.

Segundo a companhia, a decisão tem como o objetivo de alinhar o que é oferecido pelo Office Mobile para o Windows Phone com suas contrapartes para plataformas concorrentes. Com isso, agora é possível visualizar e editar conteúdos variados sem ter que pagar nenhuma taxa, dispensando a necessidade de possuir um registro do Office 365 para realizar tais ações.

Embora tudo indique que a companhia deve manter a cobrança para clientes empresariais, não há muito que a Microsoft possa fazer para impedir que funcionários instalem a nova versão gratuita do Office em seus aparelhos usados para trabalhar. A organização aproveitou o anúncio para confirmar o desenvolvimento de uma versão da suíte para tablets Android, embora não tenha anunciado quando ela deve ser lançada.

Para completar, a companhia reforçou o fato de que está trabalhando ativamente em uma versão do Office com a interface Metro, cujo principal alvo são dispositivos Windows compatíveis com controles por toque. “No futuro, esperamos trazemos os aplicativos Office para a Windows Store e outras plataformas populares, incluindo tablets Android”, afirmou um porta-voz da Microsoft.

Cupons de desconto TecMundo: