Um dia após apresentar a nova versão do SkyDrive, que agora se chama OneDrive, a Microsoft mostrou uma novidade que não é exatamente tão nova. Estamos falando do Office Online, a suíte de aplicativos da empresa que funciona a partir do seu navegador, os antigos Office Web Apps. Até o momento, estão disponíveis ferramentas como o Word Online, OneNote Online, PowerPoint Online e Excel Online.

Ferramentas que já faziam parte dos serviços web da Microsoft agora também entraram no pacote Office para a internet, como Outlook.com, Pessoas (contatos), Calendário e o próprio OneDrive, que deve ser o centro disso tudo.

Microsoft quer barrar crescimento da Google no setor (Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)

Todas essas aplicações são inicialmente gratuitas, exceto pelo OneDrive, que tem um limite de espaço para quem não deseja pagar nada por ele. Ainda assim, é possível conseguir mais espaço comprando produtos da Microsoft, como o Office 365, ou convidando amigos para fazer parte do serviço, da mesma maneira que é possível fazer no Dropbox.

A mudança de nome do Office Web Apps para Office Online faz parte de uma estratégia de concorrência da Microsoft para enfrentar os produtos da Google nesse setor. A Gigante das Buscas disponibiliza praticamente as mesmas ferramentas na nuvem, mas não conta com a marca Office que a Microsoft tem construído ao longo de tantos anos. Além disso, as soluções do Office Online são praticamente idênticas às que se podem ver no Office 2013, mas com algumas funções a menos.

Assim como no Google Drive, os usuários do Office Online podem colaborar na edição de documentos. Basta que todos estejam logados com uma conta da empresa e um dos usuários crie um documento compartilhado.

Cupons de desconto TecMundo: