O que fazer quando o computador disponível para a apresentação não dispõe do PowerPoint? Apesar de existirem maneiras de adaptar o PPT no OpenOffice ou no Keynote da Apple, um computador rodando em Linux ou no Mac OS X pode impedir a apresentação de acontecer corretamente.

Como uma pessoa prevenida vale por duas, o Baixaki dá a dica de como contornar esse problema facilmente. Só do que você precisa é de um pouco de paciência e o Windows Movie Maker. O programa já vem instalado no XP e no Vista, mas no Windows 7 você precisa do Windows Live Essentials.

Transportando os slides

O Movie Maker não reconhece o formato PPT, então não é possível puxar os slides diretamente para dentro do programa. Assim sendo, o primeiro passo é converter todos os slides em um formato que possa ser carregado no editor de vídeo.

Comando Salvar comoA maneira mais fácil de conseguir isso é através do comando Salvar Como. Escolha o local onde você pretende salvar essas imagens – que seja facilmente encontrado na hora de passá-las para o Movie Maker – e selecione imagem JPG ou imagem PNG como o formato de destino.

Ao aceitar o processo, o PowerPoint pergunta se você pretende salvar apenas um slide ou toda a apresentação como imagem. Clique no botão para salvar todos os slides , e cada uma das lâminas será gravada em um arquivo de imagem diferente, numerados na sequência correta.

A partir desse ponto você pode fechar o PowerPoint, pois ele não será mais utilizado.

Tempo de apresentação

A maior diferença de uma apresentação no PowerPoint e um vídeo da mesma apresentação é o andamento. Enquanto no PPT você consegue controlar a passagem de um slide para outro, o mesmo não acontece no vídeo.

Para evitar maiores problemas, se você ensaiou as falas ao criar sua apresentação, cronometre o tempo gasto com cada slide. Caso contrário, fique preparado para apertar o pause e o play diversas vezes durante a apresentação.

No Storyboard devem ser aplicados os quadros, respeitando seu tempo de exibição

Cada quadro do Movie Maker, por padrão, dura 3,5 segundos. Assim, um slide que deva ficar 30 segundos em exibição deve ser repetido entre 9 e 10 vezes na linha do tempo do vídeo. A mesma lógica se aplica para todos os slides.

Criando o vídeo

A parte mais fácil da criação do vídeo no Movie Maker é incluir as imagens exportadas pelo PowerPoint para o editor de vídeo. Para fazer isso, basta clicar em Importar Mídia na barra superior do programa e selecionar os arquivos salvos pelo PowerPoint.

TransiçõesO próximo passo é – baseado na cronometragem da apresentação – preencher o Storyboard que fica na parte de baixo da tela com as imagens. Aplique-as a cada quadro, em ordem, na quantidade necessária para fechar o tempo calculado anteriormente.

Para dar um toque a mais na apresentação, utilize a ferramenta de transições do Movie Maker sempre ao final da exibição de uma prancha. Cuidado para não aplicar uma transição durante a permanência de um slide.

Uma transição sem mudança de texto ou imagem pode ser considerada uma falha na apresentação, o que em um curso faz com que você perca nota, ou pior, seja considerado menos eficiente em seu trabalho.

Finalizar a apresentação

Depois de distribuir os slides, cada um com seu tempo de exibição, e aplicar as transições entre cada lâmina, só falta exportar o vídeo através do comanto Publicar Filme. O Movie Maker oferece várias opções – desde gravação em DVD até uma cópia em fita DVI que esteja dentro de uma câmera digital conectada ao computador.

Publicar filme

Cabe a você determinar qual é o tipo de saída mais apropriado à sua situação, mas na maioria dos casos gravar o vídeo como um arquivo em seu pendrive é a solução mais prática. Agora é só revisar a fala e apresentar seu material sem medo.

Cupons de desconto TecMundo: