Os óculos polarizados 3D já estão no mercado faz alguns anos, e aqueles com lentes vermelha e azul mais algumas décadas. Como uma evolução, veio o Oculus Rift, que, mesmo sem disponibilidade de uma versão finalizada, pode ser o seu primeiro gadget de realidade virtual. Já o projeto chamado Depth-VR se encontra no meio das duas tecnologias citadas: o 3D dos óculos e a RV do Rift.

O Depth são dois dispositivos: "torre de monitoramento" infravermelho, que rastreia o movimento da cabeça e promete trazer maior realismo aos objetos de terceira dimensão na tela do seu PC; e os óculos (polarizados ou vermelho e azul). Segundo os desenvolvedores, os ângulos de visualização não trazem qualquer problema, sendo possível ver os itens de todos os lados possíveis. Isso causaria uma sensação ainda mais realista de que há algo pulando em seus olhos.

Como um bundle, o Depth pode vir acompanhado de um controle de movimento. Esse extra permite que o usuário interaja com os objetos "fisicamente". São 15 jogos demo em que é possível testar esse recurso, e o software já está disponível para desenvolvedores.

O preço da ideia

A ideia na concepção do Depth era entregar um aparelho de realidade virtual confiável, vívido, com efeitos que caibam em qualquer tela e com um preço que caiba no seu bolso. "Antes de termos o advento real da tecnologia de projeção holográfica, acreditamos que algoritmos de um software simulando esses efeitos é a melhor maneira de alcançar nossa meta", comentou a equipe de desenvolvimento no Kickstarter.

O preço mínimo para penhorar a novidade é de US$ 60 (algo em torno de R$ 150), que dará direito ao sistema Depth-VR (torre de monitoramento e um par de óculos 3D polarizado ou vermelho e azul). Já o preço máximo é de US$ 310, que oferece o sistema completo, junto com um controle de movimento 3D e um monitor AOC 3D.

Cupons de desconto TecMundo: