A Oculus VR organizou recentemente um evento para mostrar o novo protótipo do seu HMD de realidade aumentada, o Oculus Rift. Trata-se do “Crescent Bay”, versão que inclui diversas melhorias e mesmo alguns recursos adicionais em relação ao Developer Kit 2 (Devkit2).

Talvez o mais chamativo seja a capacidade de rastrear os movimentos da cabeça do usuário em 360 graus. Mas há também agora fones de ouvido incluídos no próprio gadget, dos quais deve sair um belo áudio tridimensional.

O Crescent Bay também foi projetado para ser mais anatômico e também mais leve do que o seu antecessor. Embora as especificações técnicas completas do aparelho ainda não tenham emergido, o material liberado pela fabricante mostra imagens com maior resolução e com menos latência (atraso).

O último protótipo

De qualquer forma, vale frisar que o Crescent Bay ainda não é o Oculus Rift em sua versão final. Trata-se, entretanto, do último protótipo antes que a edição finalizada para o consumo chegue às prateleiras. “Esse ainda é um hardware incrivelmente prematuro”, mencionou a fabricante em seu blog oficial.

O texto continua: “Há inúmeros desafios técnicos para resolver antes da versão para os consumidores do Rift, mas Crescent Bay é certamente o melhor dispositivo de realidade aumentada que nós já construímos”.

Oculus Marketplace

A Oculus VR também revelou durante o evento o lançamento de um mercado virtual exclusivo para o Oculus Rift. Trata-se de um lugar onde será possível vender jogos e aplicativos diretamente aos proprietários do HMD de realidade aumentada — bata navegar por uma interface estilo holodeck, selecionando aquilo que você gostaria de comprar ou de experimentar. Aparentemente, o aparato Gear VR (parceria entre Samsung e a Oculus) também terá acesso à loja.

130 mil pessoas oficialmente a bordo

O Oculus Rift pode ter se parecido com o fruto de algum filme de ficção científica destrambelhado algum dia... Mas isso certamente já passou. E há números para provar. Conforme disse o vice-presidente de produtos Nate Mitchell ao site Joystiq, mais de 130 mil usuários já se registraram para desenvolver para o periférico de realidade aumentada.

Entretanto, caso se preste atenção ao números de downloads do kit de desenvolvimento do aparelho, os arquivos foram baixados mais de 550 mil vezes — insinuando que a coisa é até muito mais animadora do que dão a entender os dados oficias, portanto. Além disso, os 325 aplicativos atualmente disponíveis para o Oculus Rift já foram baixados mais de 699 mil vezes. Pois é, aparentemente, o futuro será em realidade virtual.

Oculus Rift e o Unity 5

A fabricante também revelou que o Oculus Rift terá o reforço muito bem-vindo da engine Unity 5. O anúncio foi feito pelo vice-presidente de produtos da companhia, Nate Mitchell, que atestou: o HMD de realidade aumentada agora é uma plataforma de jogos oficial.

Basicamente, o suporte do motor de jogo da significa a adição de módulos dedicados que podem incluir áudio tridimensional, otimizações de imagem e inúmeras outras ferramentas especialmente desenvolvidas para a realidade virtual. O Oculus Rift ainda terá suporte às versões gratuita e paga da engine — de forma que se pode esperar toda uma pá de criações de envergaduras variadas.

O Oculus Rift é desenvolvido desde 2012. No barco da fabricante Oculus VR já estiveram nomes ilustres como o do criador de Doom, Quake e Wolfenstein, John Carmack. A versão final do HMD ainda não possui uma data de lançamento prevista.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: