Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/NewScientist)

Diferente do que muitos pensam, nem todas as pessoas cegas são completamente incapazes de ver: várias delas conseguem perceber informações em níveis mínimos, como luz e movimento, com seus olhos.

Está bem, isso dificilmente seria de alguma ajuda para fazer qualquer tarefa comum no dia a dia. Com o tipo de ajuda certa, no entanto, é possível transformar essa visão residual em algo mais próximo de nossa visão real. E assim nasceu um curioso par de óculos, desenvolvido pelo pesquisador da Universidade de Oxford Stephen Hicks.

Traduzindo em formas visíveis

O aparelho, como você pode ver na imagem acima, exibe imagens bem diferentes do que estamos acostumados. De acordo com o NewScientist, os óculos contam com um par de câmeras (ou uma câmera e um sensor infravermelho) que detectam a distância de objetos próximos e os mostram na tela de uma maneira que a visão residual da pessoa consiga ler.

Dessa maneira, os óculos poderiam, por exemplo, destacar objetos específicos do fundo da cena ou mostrar diferentes níveis de iluminação em sua tela, caso a pessoa seja limitada a ver apenas luzes. Tudo isso, por outro lado, indica que os óculos terão que ser ajustáveis para cada pessoa em específico.

Felizmente, parece que Hicks terá uma ótima oportunidade de evoluir os acessórios, visto que ele ganhou um prêmio de 50 mil libras para continuar trabalhando em seu projeto. E ele, de fato, já tem algumas melhorias em mente, como a adição de reconhecimentos de objetos e textos. Resta apenas torcer que isso se torne algo viável comercialmente para seu “público”.

Cupons de desconto TecMundo: