Se depender da NVIDIA, o futuro próximo promete computadores e eletrônicos cada vez mais inteligentes. Isso se deve graças a essa pequena placa, que você vê na imagem logo acima: embora com um tamanho menor do que um cartão de crédito, esse módulo vai permitir que dispositivos de todo o tipo aprendam e evoluam sua inteligência artificial através de machine learning.

O módulo, feito tanto para desenvolvedores amadores quanto profissionais, tem como base a tecnologia usada nos chips Tegra da NVIDIA, mas com bem mais potência. Seu sistema é projetado para processar redes neurais digitais complexas, de maneira a ajudar máquinas a aprenderem a reconhecer objetos ou interpretar informações de todo o tipo – de uma imagem a um comando por voz ou o que há ao redor do autômato. Tudo isso, vale notar, é feito com um gasto mínimo de energia.

De máquinas a seres inteligentes

E do que um aparelho com esse chip seria capaz? Exemplos não faltam, na verdade. Em seu anúncio oficial, a NVIDIA cita desde drones de resgate, capazes de navegar por ambientes e buscar pessoas, a sistemas de segurança que, além de analisar pessoas, também identifica sinais de atividade suspeita. Até mesmo robôs feitos para realizar tarefas comuns podem se beneficiar com o TX1, que seria capaz de se adaptar às necessidades de cada pessoa.

Seja qual for a tecnologia em que ele for utilizado, todavia, o Jetson TX1 deve levar esse tipo de eletrônico para um nível em que nós não seremos mais necessários para controlá-los – a máquina é que realiza sua função sozinha.

Deepu Talla, vice-presidente e gerente geral da linha Tegra da NVIDIA, ainda dá outros exemplos: “O Jetson TX1 vai permitir uma nova geração de dispositivos autônomos incrivelmente capazes. Eles vão navegar por si mesmos, reconhecer objetos e rostos e ficar cada vez mais inteligentes através do machine learning. Isso vai permitir aos desenvolvedores criar produtos que mudarão a indústria”, explicou ela.

Especificações Técnicas

  • Resolução de vídeo: suporte a codificação e decodificação 4K
  • Sistema operacional: suporte a Linux para Tegra
  • CPU: ARM A57 64bit
  • GPU: Maxwell 256-core de 1 Teraflop
  • Memória: 4 GB LPDDR4
  • Armazenamento interno: 16 GB eMMC
  • Armazenamento externo: cartões micro SD de até 64 GB
  • Câmera: suporte para até 1.400 megapixels/segundo
  • Conectividade: suporte a Bluetooth, WiFi ac, Ethernet 1 GB
  • Dimensões: 8,7 cm de largura x 5 cm de altura

Apenas em 2016

Para quem se interessou em investir em um Jetson TX1, é só esperar. Segundo a empresa, o módulo do superchip vai chegar no início de 2016 para todo o mundo, com preço de US$ 299 (mais ou menos R$ 1,1 mil) por peça; esse valor, no entanto, é sugerido para compras em quantidades de mil unidades ou mais.

Enquanto o Jetson TX1 não chega nas lojas, os desenvolvedores interessados no aparelho podem já começar a trabalhar nele. Isso porque kit de desenvolvimento do chip vai chegar ao mercado norte-americano a partir de amanhã (12), custando US$ 599, (aproximadamente R$ 2.225, em uma conversão simples de moeda); já o resto do mundo vai tê-lo dentro das próximas semanas.

Você acha que o Jetson TX1 vai mesmo melhorar a inteligência artificial dos robôs? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: