A NVIDIA publicou seu relatório financeiro do segundo trimestre do ano e deixou seus acionistas mais que satisfeitos. A companhia conseguiu crescer em seus mercados mais importantes e superou as previsões para o período. O número mais significativo foi o aumento da receita em 10% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Cada ação da companhia teve ganho de US$ 0,34 em relação à uma receita total de US$ 1,5 bilhão. No segundo trimestre de 2014, esses números foram de US$ 0,10 e US$ 1,01 bilhão respectivamente, o que representou uma evolução segura e significativa.

O que mais influenciou nos bons resultados da NVIDIA foi o crescimento de 51% em relação ao ano passado no mercado de GPUs GeForce GTX. Esse crescimento se manteve mesmo com o mercado OEM (placas instaladas de fábrica em PCs) tendo encolhido. A expectativa é de que o crescimento da divisão de GPUs dessa linha cresça ainda mais.

Chips Tegra

Por outro lado, os mercados em que a marca está deixando de investir, como o dos chips Tegra, encolheram 20%. O mercado HPC/Cloud também decaiu. Ainda assim, só com o licenciamento de patentes para Intel, a empresa ganhou US$ 66 milhões.

O CEO da NVIDIA parece bem otimista com o futuro da companhia por conta de vários fatores, mas especialmente pelo crescimento do mercado de realidade virtual e automobilístico. Esse último está entrando em uma nova geração de “carros inteligentes e conectados”, o que deve gerar uma nova demanda por chips gráficos.

Ele fala ainda do bom momento do mercado de games para PCs, com o lançamento de novos títulos de alto desempenho e também do Windows 10, que tem tido uma ótima recepção da comunidade em geral.

Cupons de desconto TecMundo: