(Fonte da imagem: Divulgação/NVIDIA)

Começou hoje em San Jose, nos Estados Unidos, o GPU Technology Conference. O evento promovido pela NVIDIA na sede da empresa busca mostrar os avanços na ciência e na indústria impulsionados pelas GPUs.

Durante o evento, a empresa anunciou um novo produto: trata-se do NVIDIA Grid VCA. O hardware é um sistema de computação na nuvem, desenvolvido para renderizar imagens complexas através de software remoto.

Com sistema, não será mais preciso se preocupar com a compatibilidade entre os equipamentos, pois um aplicativo desenvolvido especialmente para Windows poderá ser utilizado tanto em um PC com Windows ou Linux quanto em um Mac.

(Fonte da imagem: Divulgação/NVIDIA)

Isso é possível porque o software roda completamente no servidor, eliminando a necessidade de cada funcionário da empresa ter uma máquina poderosa somente para ele. Através desse sistema, cada um poderá trabalhar com o computador que quiser, bastando apenas conectá-la ao Grid.

Um servidor poderoso

Os servidores Grid VCA podem ser empilhados em até quatro unidades. Cada uma delas carrega dois processadores Intel Xeon, capaz de executar 16 ou 32 processos simultaneamente. Cada servidor também leva 8 ou 16 GPUs Kepler.

  (Fonte da imagem: Divulgação/NVIDIA)

Empresas como a Dell, a HP e a IBM já estão oferecendo servidores com a tecnologia NVIDIA Grid e companhias de software como Microsoft, Citrix e VMware também devem disponibilizar alternativas para os sistemas.

Os preços variam de US$ 24.900 (R$ 49.500) a US$ 39.900 (R$ 79.200), dependendo da solução escolhida.

Cupons de desconto TecMundo: