(Fonte da imagem: Divulgação/NVIDIA)

O processador NVIDIA Tegra 3 está prometendo ótimos resultados para todos os eletrônicos em que for instalado, mas não se contenta em apenas ser rápido, quer também ser energeticamente eficiente. Para isso, a NVIDIA aposta em tecnologias de redução de consumo, como o DIDIM, que pode ser mais um item revolucionário do chip.

Segundo a própria NVIDIA, o novo sistema funciona como um autoajuste da luminosidade das telas, mas vai muito além disso. O que acontece é a melhoria da imagem em cada frame. Da seguinte maneira: o processador lê cada frame e analisa o histograma. Em seguida é determinada a necessidade de luminosidade de cada pixel.

Por fim, o próprio processador calcula o quanto pode ser reduzido na luminosidade da luz de fundo. Isso exige muita dedicação por parte dos núcleos do Tegra 3. Mesmo assim, a fabricante garante que a economia de energia do processador pode chegar a 40%, graças à tecnologia DIDIM.

Cupons de desconto TecMundo: