A Motorola relançou o seu maior sucesso de vendas com um design refinado e algumas mudanças interessantes. O custo-benefício continua incrível e este aparelho tem potencial para bater novos recordes no Brasil e no mundo.

Novo Moto G
Especificações

Especificações

  • Sistema operacional Android KitKat 4.4.4
  • Tela IPS LCD 5''
  • Resolução de tela HD (720x1280)
  • Densidade de pixels 294 ppi
  • Processador/Chipset Qualcomm Snapdragon 400 Quad-core 1,2 GHz
  • GPU Adreno 305
  • RAM 1 GB
  • Armazenamento 8 GB ou 16 GB
  • Conectividade WiFi b/g/n, WiFi Direct, 3G (HSUA+), GPS/A-GPS
  • Bluetooth 4.0
  • Alto falantes Dois alto-falantes frontais com som estéreo
  • Câmera traseira 8 MP com Flash LED
  • Câmera frontal 2 MP - Grava vídeos em HD
  • Extras TV Digital e Rádio FM
  • Bateria 2070 mAh
  • Dimensões 141,5 (altura) x 70,7 mm (largura)
  • Espessura 10,9 mm
  • Peso 149 gramas
  • Cores Preto (versão comum) e Azul e Preto (Colors) + Motorola Shells vendias separadamente
  • Preço oficial R$ 699 (8 GB sem TV) e R$ 799 (16 GB com TV)
  • Menor preço encontrado R$ 640
Novo Moto G

Benchmarks

Para a realização desta análise, submetemos o Novo Moto G a quatro aplicativos de benchmark. São eles: 3D Mark (Ice Storm Unlimited), AnTuTu Benchmark 5, GFX Bench (T-Rex HD Off Screen e T-Rex HD On Screen) e Vellamo Mobile Benchmark (HTML5 e Metal).

Hardware
3D Mark (Ice Storm Unlimited)

O teste Ice Storm Unlimited, do 3D Mark, é utilizado para fazer comparações diretas entre processadores e GPUs. Fatores como resolução do display podem afetar o resultado final. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

AnTuTu Benchmark 5

Um dos aplicativos de benchmark mais conceituados em sua categoria, o AnTuTu Benchmark 5 faz testes de interface, CPU, GPU e memória RAM. Os resultados são somados e geram uma pontuação final. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

GFX Bench

O GFX Bench é voltado para mensurar a qualidade gráfica. Isso inclui itens como estabilidade de desempenho, qualidade de renderização e consumo de energia. Os resultados são revelados em média de frames por segundo (fps). Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

Vellamo Mobile Benchmark

O Vellamo Mobile Benchmark aplica dois testes ao aparelho: HTML5 e Metal. No primeiro deles é avaliado o desempenho do celular no acesso direto à internet via browser. Já no teste Metal, o número final indica a performance do processador. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

Bateria

O smartphone tem um desempenho de bateria que pode ser considerado bom para sua categoria. Você pode passar um dia inteiro longe das tomadas fazendo uso mais intenso do dispositivo. Isso significa jogar ocasionalmente, fazer várias ligações, responder a mensagens o tempo todo e outras atividades do gênero. Com uso moderado, sem dar muita bola para o aparelho, a bateria de 2.070 mAh pode durar quase dois dias.

Em um teste de stress, nós conseguimos acabar com toda a carga do Novo Moto G em cinco horas. Isso executando um vídeo em HD, com WiFi ligado e brilho da tela no máximo.

Bateria

Câmeras

Além das mudanças no visual, as câmeras do Novo Moto G foram os elementos que tiveram um upgrade mais interessante em relação à geração passada. Os dois sensores foram atualizados. Na traseira, foi de 5 MP para 8 MP e, na frente, de 1,3 MP para 2 MP. Não são números excepcionais, mas ele tira fotos bem melhores que o antigo Moto G.

Câmera

Não foi apenas a resolução que mudou. As cores estão bem mais vivas, a velocidade de captura aumentou e o software da câmera agora permite filmar em câmera lenta e em Full HD. De qualquer forma, o aparelho ainda não é o mais recomendado para fazer fotos em ambientes com pouca luz ou com muito movimento.

Mesmo assim, com um pouco de paciência para direcionar o foco, você consegue fotos melhores do que o esperado. O segredo é sempre apontar o focalizador da câmera para o elemento mais brilhante do quadro, mesmo que ele não seja o elemento que você queira fotografar de fato.

Isso garante que os corretores de luz automáticos do app da câmera melhorem o nível de exposição. Com isso, quase sempre você consegue fotos sem granulação. O problema é quem nem sempre você tem um elemento “mais brilhante”. Aí a sua foto fica sem muita qualidade.

A respeito da câmera frontal, ela tem uma qualidade aceitável para selfies descompromissadas e para fazer videochamadas. Naturalmente, as fotos não muito boas comparadas com câmera traseira e a velocidade de captura diminui bastante.

Novo Moto G: Galeria de Imagens

Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G Novo Moto G

Áudio

O Moto G pode se orgulhar bastante dos seus alto-falantes frontais com som estéreo. A diferença entre a primeira e a segunda geração nesse departamento é gritante. O smartphone da Motorola não tem um som tão bom quanto o do HTC One M8, por exemplo, mas chega muito perto. Não há distorções nem quando o volume está alto, e olha que ele pode ficar bem alto.

É uma pena que essa qualidade toda não se reflita nos fones de ouvido. Eles são os mesmos que vinham com o antigo Moto G. A qualidade de construção é boa, mas eles não são muito bonitos nem soam muito bem. O aspecto geral é de um fone barato e frágil e, comparado com outros acessórios do tipo, o som chia muito e ele não oferece qualidade principalmente em músicas mais animadas.

Por isso, se você é um daqueles que não deixam de ouvir músicas em momento algum, comprar um fone à parte é uma boa opção nesse caso. Quem sabe a Motorola resolva relançar a versão “Music” do Moto G, que vinha com fones sem fio da Sol Republic, aí as coisas podem mudar.

Aplicativo de musica

Design: Fernando Perazzoli

Redação: Leonardo Müller e Wikerson Landim

Vídeo: Luan Assunuma

Direção de conteúdo: Gustavo Abrão e Igor Panki