(Fonte da imagem: iStock)

Embora o número de celulares piratas esteja diminuindo com o passar dos anos, devido aos preços cada vez mais acessíveis dos aparelhos “normais”, os celulares “xing-ling” ainda ocupam uma enorme parte do mercado.

Segundo o G1, em consulta ao Strategy Analytics, o valor, até o fim de 2012, deve representar 12,7% do mercado atual brasileiro – o equivalente a 91,2 milhões de celulares –, uma quantia que está bem acima da média mundial de 9,2%. Desses, 6,5% representam apenas os smartphones.

Esse valor, porém, deve diminuir drasticamente no início de 2013, uma vez que, como já comentamos anteriormente em nossas notícias, a Anatel tem planos de adicionar um sistema de identificação e bloqueio de aparelhos piratas.

Cupons de desconto TecMundo: