Não, não é mais um produto das Organizações Tabajara ou uma piadinha atrasada do dia da mentira. O programa de mensagens instantâneas Flock lançou no país a versão brasileira do seu “Detector de Notícias Falsas”, que permite aos usuários identificarem informações equivocadas antes de compartilhar.

A ferramenta já existe em variantes internacionais e identifica e sinaliza o conteúdo de mais de 600 fontes consideradas enganosas. Quando os usuários compartilham sem saber URLs suspeitas nas caixas de mensagem da Flock, o recurso faz uma referência cruzada ao link em seu banco de dados.

Quando o conteúdo de uma fonte de notícias não confiável é identificado, a ferramenta imediatamente avisa aos usuários que é uma notícia enganosa. Um ícone altamente visível e uma barra vermelha ao lado da visualização do link torna impossível ignorar o alerta. Fica disponível então a opção de remover o item antes de compartilhá-lo.

Em nosso país, existe um grande problema de disseminação desse tipo de material, sem que haja uma pesquisa ou verificação prévia das fontes. Um estudo realizado pela BBC Brasil sobre o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff revelou que três das cinco histórias mais compartilhadas no Facebook eram falsas.

Da mesma forma, há poucos meses, uma pesquisa revelou que notícias ilegítimas sobre o escândalo da Petrobrás estavam sendo mais compartilhadas do que as matérias verdadeiras sobre o caso.

Este é um grande passo para a organização e erradicação desse tipo de prática, que pode prejudicar a divulgação por parte de fontes seguras. O Facebook também anunciou que está realizando uma força tarefa para combater essas ações.

Cupons de desconto TecMundo: