Alan Chlamers, coordenador da pesquisa na Universidade de Warwick. (Fonte da imagem: Reprodução/Phys.org)

Vídeos em HDR: essa pode ser a próxima novidade a pintar no mundo dos notebooks. A sigla, que significa High Dynamic Range, permite exibir vídeos com um brilho mais realista, chamado “True Brightness”, proporcionando uma experiência de visualização muito mais otimizada.

Até então, o maior problema da captura de imagens em HDR era a quantidade de dados necessários, uma vez que apenas um segundo de imagem poderia ocupar até 100 MB de espaço. A novidade é que agora os pesquisadores descobriram um meio de comprimir os fotogramas em uma relação de 150:1, com perda mínima de qualidade.

Essa característica deve permitir que os conteúdos em HDR sejam codificados na íntegra e transmitidos em tempo real para uma tela. “Anteriormente, essa compressão tinha que ser feita offline, o que tornava o processo muito mais lento e caro”, explica Alan Chalmers, coordenador da pesquisa na Universidade de Warwick.

Os primeiros beneficiados com a nova tecnologia devem ser os jogadores de games online e aqueles que utilizam sistema de segurança. Isso deve resultar, por exemplo, em jogos com maior qualidade de brilho, proporcionando qualidade de imagem superior mesmo em condições de luminosidade adversas.

Cupons de desconto TecMundo: