(Fonte da imagem: Divulgação/Lenovo)

O Brasil tem um novo queridinho na área de eletrônicos: o computador portátil, cujas vendas cresceram em 60% em 2011. Se você já viu os principais detalhes divulgados pela GfK Consumer Choices, agora é hora de conhecer mais detalhes sobre nosso consumo.

E não adianta dizer que faltam opções: o país registrou uma média de 2.200 modelos diferentes, fabricados por 55 marcas – o que é pouco, se comparado a países como Rússia (10 mil modelos) e Alemanha (9 mil). Outro aspecto interessante é o preço médio, que caiu em 20%, já que um terço das vendas foi de aparelhos populares, que chegam a custar menos de R$ 1 mil.

Supermercados e lojas de departamento ainda são os locais que mais lucram com esses aparelhos, com uma fatia de 35% das vendas.

Outros eletrônicos

O tablet ainda mostra timidez no Brasil: o aparelho possui apenas 5% da preferência nacional, atrás até dos netbooks (8%). A lanterna é dos all-in-one, com 3% das vendas. Desktops (34%) e notebooks (50%) são os líderes incontestáveis na área.

Quando o papo é geográfico, a região Sul é a maior compradora de notebooks, enquanto a Nordeste se destacou pelos desktops. Grande Rio e a Grande São Paulo detêm o mercado dos tablets (8% das vendas nacionais).

Cupons de desconto TecMundo: