O serviço de motoristas particulares Uber – cuja natureza é obscura em alguns países, principalmente na Índia – fez uma oferta bilionária pelo Here Maps, da Nokia: US$ 3 bilhões pelo serviço de mapeamento e navegação, de acordo com fontes anônimas ouvidas pelo The New York Times.

A notícia surge semanas após a Nokia ter dito que iria “rever as opções para o Here”, incluindo uma possível desvinculação do serviço à companhia finlandesa.

O fato também vem a calhar com o crescimento do Uber em escala internacional. O serviço tem se expandido nos últimos anos e, além do Primeiro Mundo, se sobressai em países emergentes, com destaque especial para o Brasil e a Índia. Só que alguns problemas acompanham a natureza “independente” do serviço porque, neste último país, diversos casos de estupro relacionados ao uso do app foram registrados.

A Uber não quis comentar sobre a negociata com a Nokia, que também não se pronunciou sobre o caso ainda.

O mercado especula que algumas montadoras de carro também planejam adquirir o Here Maps, como a Audi, que tem trabalhado com veículos autônomos – algo que, por acaso, se encaixa com a filosofia do Uber.

A Nokia, por sua vez, tem estado muito ativa com o desenvolvimento do Here Maps nos últimos meses, com um Beta no Android, um relançamento no iPhone e até mesmo tendo incorporado o app de mapas no vindouro Windows 10.

Cupons de desconto TecMundo: