(Fonte da imagem: Divulgação/Nokia)

Enquanto as empresas fabricantes de celulares criam aparelhos que ultrapassam a casa dos US$ 500, a Nokia está tentando reanimar um setor do mercado que parece ter sido abandonado. Trata-se do nicho “low-end” dos celulares comuns — sem grandes recursos de câmeras potentes, sistemas operacionais poderosos e conexões de alta velocidade à internet.

Segundo o site Bloomberg, a empresa da Finlândia estaria muito perto de tornar um pouco mais global a distribuição de seu Nokia 105, um aparelho bem simples que pode ser encontrado em lojas da Índia e da Indonésia. O mais surpreendente é o preço do celular: US$ 20. Isso significa que, mesmo com impostos e taxas de importação, ele poderia chegar ao Brasil por menos de R$ 60.

Entre os principais recursos do aparelho, podemos citar a presença de games pré-carregados, tela colorida, lanterna e rádio — podem parecer pouco atraentes, mas são essenciais para garantir que o aparelho não ultrapasse os baixos preços que a Nokia pretende atribuir na Europa.

Mas por que lançar um aparelho tão barato? Porque a maioria das empresas abandonou este nicho do mercado, deixando um grande espaço para que novas fabricantes atuem — incluindo algumas já conhecidas, com a Huawei e a ZTE. Apostando no nome que possui, a Nokia poderia rapidamente conseguir bons números nas lojas europeias.

Cupons de desconto TecMundo: