(Fonte da imagem: Divulgação/Nokia)
Em 2011, a Nokia estava se preparando para reintroduzir a sua marca no mercado norte-americano com os seus primeiros lançamentos com o sistema operacional Windows Phone. Em entrevista à Reuters, o CEO da companhia, Stephen Elop, contou que o nome escolhido para a linha, Lumia, foi escolhido em apenas um dia.

“Por que esperar até o dia seguinte ou, quem sabe, até a próxima semana para decidir o novo nome? Nós poderíamos decidir isso em um dia, e assim o fizemos”, explicou Elop. Enquanto o nome pode ser considerado bem-sucedido hoje, a rapidez em sua escolha gerou polêmica na época quando se descobriu que, em alguns dialetos ciganos do espanhol, a palavra “lumia” é um sinônimo para “prostituta.”

Apesar de os smartphones da linha terem sido bem recebidos pelo público nos últimos meses (chegando a ultrapassar as vendas de BlackBerrys), a companhia ainda está em uma situação complicada, tendo fechado o último trimestre fiscal com prejuízos de US$ 151 milhões. Será que neste ano o Lumia 1020 conseguirá bater de frente com o iPhone 5 e o Samsung Galaxy S4 para reverter a situação?

Cupons de desconto TecMundo: