Depois de surpreender o mundo e ter sido desmascarada logo em seguida, a Nokia finalmente veio a público comentar sobre as suspeitas de fraude nas imagens de divulgação da tecnologia PureView do Lumia 920. E indo contra tudo aquilo que muita gente esperava, a companhia realmente confirmou que o resultado era falso.

Em um comunicado, ela explicou aquilo que o vídeo promocional já explicava por si só: a estabilização apresentada realmente foi forjada, ou seja, não foi a câmera do smartphone que registrou aquelas cenas, mas o cinegrafista que estava na van que aparece rapidamente. A empresa pediu desculpas pelo ocorrido e disse que deveria ter colocado um aviso explicando a origem daquelas imagens.

Porém, ainda assim, a fabricante não se deu por vencida e insistiu no funcionamento do recurso, alegando que ele consegue cumprir o que promete. E para tentar reconquistar a confiança dos consumidores, a Nokia liberou um novo vídeo, desta vez mostrando como o PureView realmente funciona.

A nova cena parece verdadeira e consegue, de fato, trazer a estabilidade esperada durante o movimento. Mais do que isso, a empresa afirmou que a gravação em questão foi feita com um protótipo do smartphone, o que significa que o recurso que chegará ao consumidor estará ainda melhor. O problema é que a moral da marca não está tão boa assim, o que nos deixa sempre com a desconfiança.

Fraude nas fotos

Porém, parece que a famigerada estabilidade não foi a única bola fora da Nokia durante a revelação do PureView na última quarta-feira (5). A correção de luz também foi acusada de ser outra fraude, principalmente após um fotógrafo profissional encontrar algumas incoerências no resultado apresentado com aquilo que a câmera do Lumia 920 pode fazer.

AmpliarSegundo fotógrafo, efeitos de difração não seriam possíveis com câmera do Lumia 920. (Fonte da imagem: Reprodução/Slash Gear)

De acordo com Youssef Sarhan, a lente do smartphone utiliza uma abertura de 2 pontos, o que não seria capaz de registrar alguns efeitos luminosos que aparecem nas imagens apresentadas pela empresa, mesmo com o milagre prometido. Ele explica que a difração das fontes de luz seria algo possível somente caso a abertura da objetiva fosse de 22.

E para enterrar de vez o assunto, um usuário do fórum HackerNews decidiu jogar tudo no ventilador ao revelar que tudo foi, mais uma vez, uma armação. Isso porque houve tratamento profissional nas fotos. E para provar tudo isso nada melhor do que um registro dos bastidores do comercial, com direito a todo o equipamento que não acompanha o PureView.

AmpliarÉ a Xuxa ali atrás? (Fonte da imagem: Reprodução/HackerNews)

Vai ser interessante ver como a Nokia vai se explicar agora.

Fonte: SlashGear, Gizmodo HackerNews

Cupons de desconto TecMundo: