Uma empresa russa especializada em fazer versões de luxo de smartphones e outros aparelhos mobile famosos anunciou que vai lançar o “Gresso 3310”, uma variante “superpremium” do novo Nokia 3310, recém-anunciado na MWC 2017. Esse dispositivo teria uma carcaça totalmente feita de titânio e um acabamento mais fosco, fazendo com que ele lembre muito mais o clássico smartphone dos anos 2000 do que as versões da própria HMD Global.

Os botões do celular serão feitos também em titânio, e a tela provavelmente será preservada da forma que orginalmente será comercializada pela fabricante original. Talvez apenas algum vidro especial seja colocado por cima para proteção contra riscos e quedas.

A parte mais interessante dessa versão luxuosa, entretanto, é a atualização de hardware que a empresa russa, conhecida como “Gresso”, vai fazer. Em vez de uma câmera de 2 MP na parte traseira, a versão “superpremium” vai ter 3 MP, e o armazenamento interno ficará com bem mais espaço: 32 GB.

Demais especificações do Gresso 3310 não devem ser alteradas em relação ao celular original, mas é interessante notar que esse modelo vai custar a bagatela de US$ 3 mil, o equivalente a R$ 9,3 mil na cotação atual. Esse preço, na verdade, não é o mais alto para os padrões dessa empresa. Ela tem um iPhone 7 com carcaça de ouro 18 quilates que sai por, no mínimo, US$ 4 mil ou R$ 12,4 mil.

Contudo, se você é rico e saudoso o suficiente, não fique tão animado, pois o Gresso 3310 ainda não tem uma data concreta para ser lançado no mercado. Felizmente, ele vai contar com a mesma bateria capaz de fazer até 22 horas de chamada de voz e também com o mesmo SO do Nokia 3310 (2017), o que inclui o Snake no pacote.

Cupons de desconto TecMundo: