Caso você esteja descontente com o fato de que muitas séries disponíveis no Netflix norte-americano demoram a chegar ao Brasil, saiba que não está sozinho em sua insatisfação. O próprio CEO da empresa, Reed Hastings, reconhece que a trava regional de conteúdos é um dos principais problemas que o serviço deve solucionar no futuro.

“A solução básica é o Netflix se tornar global e fazer com que seu conteúdo seja o mesmo ao redor do mundo, então não haverá incentivo para usar VPNs”, afirmou Hastings. “A partir desse momento vamos poder nos focar na parte mais importante que é a pirataria. A chave desse assunto é que uma fração dos usuários apela a isso porque não pode obter os conteúdos. Isso nós podemos consertar”, complementou.

No entanto, o executivo reconhece que há aqueles que simplesmente não querem pagar, e a indústria como um todo tem que se unir para resolver essa questão. A questão do uso de VPNs surgiu após alguns rumores indicarem que o Netflix estava bloqueando soluções do tipo para impedir que consumidores acessassem conteúdos indisponíveis em suas regiões — prática que a empresa negou ter adotado.

Cupons de desconto TecMundo: