Steve Jobs não mede palavras, além de ter sempre uma resposta na ponta da língua para a choradeira e críticas da concorrência. Não é à toa que as novidades desta semana trazem notícias mostrando que o valor da Apple no mundo só aumenta, o que certamente deve deixar o dono da maçã muito contente e inspirado. Felizmente, quem ganha com isso somos nós macmaníacos.

Videoconferência no iPhone

Toda semana, diversas fotos da quarta geração do iPhone “vazam” na internet e ganham o mundo, mostrando informações teoricamente confidenciais a respeito do aparelho. O que ninguém se pergunta é se isso poderia ser uma campanha viral do próprio Steve Jobs para manter as atenções voltadas ao seu produto.

Aplicativo de testes para a videoconferência no iPhone

Campanha viral ou não, nesta semana, mais curiosidades foram postadas na web, desta vez pelo blog Boy Genius Report, que divulgou imagens de um suposto aplicativo de testes para chamadas com vídeo. Isso significa que o novo iPhone poderá ser usado para videoconferências, o que o manterá na categoria “muito mais do que um smartphone”.

AutoCad no Mac

Usuários de AutoCad que sonhavam em abolir outros sistemas para usar a ferramenta no Mac já podem prender a respiração, pois finalmente o software de modelagem será lançado para o sistema operacional da maçã.

O fórum Italiamac divulgou imagens da versão beta do programa, batizada com o codinome “Sledgehammer”. Porém, a AutoDesk, desenvolvedora da ferramenta, ainda não divulgou qualquer informação oficial sobre o lançamento.

Tela de boas vindas do AutoCad para Mac

Quem conseguiu colocar as mãos na versão beta, entretanto, disse que o software ainda está muito “cru”, com excesso de problemas. Mas como se trata de uma versão em desenvolvimento, isso já era esperado.

O AutoCad fez sua primeira aparição no Mac há quase 20 anos, mas sumiu sem deixar vestígios. Esta pode ser a tacada final da AutoDesk para trazer a ferramenta para o mundo Mac. Quem for usar o novo AutoCad for Mac poderá se deliciar com a ferramenta, pois ela deverá trazer, entre outras novidades, total compatibilidade com sistemas 64 bits e suporte para interação por gestos.

O iPad corre o mundo

Depois de quase 2 meses do lançamento do tablet da Apple nos EUA, finalmente, a novidade da empresa toma conta do mundo. Nada diferente do que aconteceu no país chefiado por Obama, conforme o Portal Baixaki apresentou no artigo “iPad: os primeiros passos do gigante”, filas enormes se formaram na Alemanha, Austrália, Canadá, Grã-Bretanha, Japão, Itália, Espanha, Suíça e França.

O tablet mais coniçado do mundo

Apesar de já ser possível comprar o aparelho pela internet, não faltaram fãs aficionados pelos produtos da maçã para encarar, com bom-humor, horas de espera pela abertura das lojas. Segundo o site Sky News, os primeiros da fila receberam uma proposta financeira de aproximadamente 520 reais para ceder seus lugares. Adivinha a resposta? É claro que os jovens nem pensaram em aceitá-la. O iPad lhes custou por volta de 15 horas de espera. Isso que é vontade de comprar o tablet, não acha?

iPad ganha dos Macs em número de vendas

O produto da Apple mais vendido atualmente é o iPhone, mas o recém-lançado iPad, que já é sucesso absoluto e começará a ser vendido no mundo inteiro, está ganhando dos Macs em número de vendas.

iPad

Enquanto os 110 mil Macs são vendidos por semana, o iPad atingiu a incrível marca de 200 mil unidades. Tudo isso mostra que, apesar das severas críticas que sofre, o iPad veio para ficar e já é um gigante que ameaça a existência de outros dispositivos.

Apple é a maior empresa de tecnologia do mundo

A Apple está gradualmente saindo do mercado exclusivo aos consumidores com poder aquisitivo mais alto e ganhando o mundo com suas invenções inovadoras.

Steve JobsO iPad e a quarta geração do iPhone estão dando mais atenção à maçã do que ela jamais teve, o que fez com que suas vendas e  imagem no mercado melhorassem.

O Business Insider, um site especialista em economia, fez suas contas e chegou à conclusão de que o valor de mercado da Apple ultrapassou a Microsoft em três bilhões de dólares. Enquanto a empresa de Bill Gates vale US$197 bilhões, a de Steve Jobs vale atualmente US$200 bilhões.

Isso é só o reflexo da quantidade de investimento que a Apple tem dedicado aos seus produtos e à dívida de US$6 bilhões que a Microsoft possui.

Como o mercado financeiro tende a variar e a diferença relativa é pequena (apesar de estar na casa dos bilhões de dólares), pode haver uma mudança neste quadro.

Mas é só procurar exemplos das novidades lançadas ou planejadas pelas duas empresas para percebermos que a tendência é que a Apple se distancie na liderança.

Steve Ballmer faz pouco caso

Steve BallmerA resposta da Microsoft sobre a comparação com a Apple foi previsível e idêntica às outras vezes que as duas empresas foram confrontadas.

Quando Gates deu sua cadeira de CEO da Microsoft para Steve Ballmer, o valor de mercado da empresa era de mais de 550 bilhões de dólares, contra míseros 15 bilhões da Apple.

Ballmer comentou com jornalistas que não existe empresa mais lucrativa que a Microsoft no ramo de tecnologia e sua informação está correta, mas o detalhe que o atual CEO da Microsoft não mencionou foi que, desde a sua posse, a Microsoft perdeu o valor de mercado, enquanto a Apple só aumentou o seu.

Com o Windows sendo distribuído junto com 90% dos computadores do mundo, a diferença de lucro entre a Microsoft e a Apple é de menos de um bilhão de dólares. Se a diferença não fosse tão pequena, o descaso de Ballmer faria algum sentido.

Half-Life 2 para Mac OS

A desculpa que muitos usuários de Windows têm para criticar o Mac é que a oferta de jogos para o Mac OS é pequena. Mas com a plataforma Steam para Mac funcionamento a todo vapor e prometendo lançar os maiores sucessos dos games simultaneamente para Windows e Mac, esse argumento caiu por terra.

Agora chegou a vez do mega sucesso Half-Life 2 chegar ao Mac. A Valve lançou no dia 26 de maio de 2010 a versão do HL2 para Mac, mas não sem antes parodiar o comercial da Apple de 1984, que mostrou ao mundo o primeiro Macintosh.

Veja abaixo o vídeo original:

Agora assista ao trailer do Half-Life 2 para Mac:

Qualquer semelhança não é mera coincidência.

iPad VS. netbooks

No evento em que anunciou o lançamento do iPad, Steve Jobs fez pouco caso dos netbooks, afirmando categoricamente que “eles não são bons em nada, pois são simplesmente notebooks piorados”.

Aparentemente, a maioria dos consumidores norte-americanos concorda com Jobs, ou pelo menos a pesquisa de uma empresa chamada Retrevo.

Foi feita uma pesquisa com mil pessoas, que resultou em um balde de água fria nos netbooks. A pergunta era: “Quando soube que o iPad seria lançado, você esperou ou comprou um netbook mesmo assim?”.

iPad

30% dos entrevistados disseram que esperaram e compraram o iPad. Outros 30% disseram que não esperaram e se adiantaram para comprar um netbook. Os 40% restantes aguardaram o lançamento do iPad, mas mesmo assim compraram um netbook.

Outra pesquisa com consumidores que ainda não possuem netbook ou iPad revelou que 78% dos entrevistados tendem a escolher o iPad. Os 22% restantes, que preferem os netbooks, afirmam que os motivos são a portabilidade, o preço e a duração da bateria.

Sendo assim, logo que o iPad ganhar o mundo e seu preço cair, boa parte dos ainda interessados por netbooks deve mudar de ideia e adquirir o tablet.

Firefox no iPhone?

Atualmente, o acordo de uso do SDK do iPhone OS impede que seja feita uma versão real do navegador da Mozilla para o iPhone, iPod touch e iPad. Mas aparentemente a Mozilla encontrou um meio de fazê-la mesmo assim.

Na realidade, trata-se de uma app de sincronização, que permite que você acesse remotamente seus favoritos, abas abertas e diversas outras funções do Firefox, diretamente da tela do seu dispositivo com iPhone OS.

O vídeo abaixo foi feito por um membro da equipe de desenvolvimento e divulgado no blog da empresa.