(Fonte da imagem: Engadget.com)

Depois de lançar o seu próprio sistema de GPS, o Beidou GPS, a China volta a surpreender o mundo ao divulgar seu programa espacial, voltado principalmente à exploração extraterrestre, desenvolvimento tecnológico e econômico, promoção do progresso social e da civilização humana e fortalecimento da segurança nacional.

Alguns dos principais destaques do documento publicado pelo governo chinês incluem a construção de estações espaciais para a habitação humana em médio prazo, a construção de novos foguetes e sistemas de lançamento e a desativação de satélites que já não se encontram mais em uso. Esses satélites serão enviados para fora da órbita terrestre, evitando possíveis choques com equipamentos que se encontram em funcionamento.

Também com o intuito de reduzir o lixo espacial, o programa se compromete em desativar seus foguetes de Longa Marcha usados, diminuindo o risco de que explodam e gerem ainda mais resíduos espaciais.

Será que vamos ver a corrida espacial esquentando novamente?