A Agência Espacial Norte Americana (NASA, na sigla em inglês) apresentou recentemente um modelo experimental de avião elétrico, chamado LEAPTech, desenvolvido em parceria com duas empresas privadas de aviação.

Ele consiste de um corpo com 31 pés de envergadura (cerca de nove metros de distância da ponta de uma asa até a outra), feito de fibra de carbono e impulsionado por 18 motores elétricos com baterias de lítio de fosfato de ferro.

Após testes bem-sucedidos em baixas velocidades, a NASA vai acoplar parte da aeronave a um caminhão especialmente projetado para tal, e fazer com que o LEAPTech “voe” a uma velocidade de 70 mi/h (cerca de 112 km/h). Em seguida, o protótipo será montado sobre um avião comercial Tecnam P2006T e controlado por pilotos de teste que verificarão sua eficácia.

Estabilidade x Autonomia

De acordo com seus inventores, o diferencial do LEAPTech em relação a outras aeronaves é que os motores, todos controlados por computador, distribuem a propulsão de ar sob as asas de maneira uniforme, aumentando drasticamente o controle e estabilidade.

Isso faz com que a área das asas não precise ser tão grande quanto a dos modelos atuais, diminuindo o peso, aumentando a velocidade final, e criando uma experiência de voo mais suave e menos ruidosa. A velocidade e o tamanho de pista para pouso e decolagem, no entanto, continuam sendo as mesmas de outros aviões de proporções semelhantes.

O projeto faz parte do plano da NASA de substituir os modelos atuais de aeronaves por veículos com propulsão elétrica nos próximos dez anos. Segundo a agência espacial, essa tecnologia tem potencial para causar profundas mudanças na aviação particular em pouco tempo, assim como na aviação comercial em longo prazo.

O problema que ainda precisa ser resolvido, no entanto é a autonomia das baterias, problema similar ao que os carros elétricos vêm enfrentando, e o LEAPTech não deve ser capaz nem de planar sem energia, devido ao formato de suas asas. Uma vez que a NASA já conseguiu até mesmo mandar o homem para a Lua, isso talvez não seja um empecilho tão grande.

Cupons de desconto TecMundo: