Morpheus Lander nos testes realizados pela NASA (Fonte da imagem: Reprodução/NASA)

Não é de hoje que sonhamos poder conquistar o espaço, indo a diferentes planetas e conhecendo possíveis novas sociedades e raças. Prova disso está no sucesso que filmes como “Star Wars” fazem há vários anos — especialmente por eles alimentarem nossa curiosidade e atiçarem nossa imaginação sobre o que poderia estar realmente “lá fora”.

Infelizmente, ainda não possuímos a tecnologia necessária para viajarmos grandes distâncias. Quando nos referimos ao combustível necessário para isso, a questão pode se complicar ainda mais — foguetes atuais utilizam, na maior parte, perclorato de amônio e alumínio, uma combinação que dificilmente encontraríamos no espaço com fácil acesso.

Mas, recentemente, os engenheiros da NASA anunciaram algo que poderia mudar todo este quadro: eles estão desenvolvendo o Morpheus Lander — um veículo que utilizaria algumas substâncias espaciais para produzir um combustível próprio e, assim, ser mais autossuficiente. Estacionado no Centro Espacial Johnson, no Texas, o protótipo tem como foco principal um local já conhecido pelos humanos: a Lua.  

Como funcionaria?

Segundo os cientistas, o objetivo é desenvolver a tecnologia e os sistemas de comando necessários para utilizar elementos lunares no veículo. Aparentemente, é possível produzir metano a partir da “água” da Lua, que fica presa nas crateras. Com isso, não seria mais necessário à aeronave carregar todo o combustível — ela poderia chegar ao satélite terrestre e se abastecer sozinha.

Os motores deste tipo de veículo funcionariam com uma mistura de oxigénio líquido e metano — substâncias que, além de fornecer impulso amplo, são comuns em todo o sistema solar. Além disso, segundo os pesquisadores, com alguns aperfeiçoamentos tecnológicos, o Morpheus Lander poderia realizar façanhas importantes, como aterrissar em um asteroide que estivesse passando próximo da Terra.

Fonte: Gizmodo

Cupons de desconto TecMundo: