Os asteroides percorrem livremente o nosso sistema solar, vagando a velocidades altas e girando rapidamente. Além disso, a gravidade dessas rochas é extremamente baixa, impossibilitando que naves aterrissem nelas. Mesmo assim, esses artefatos podem ser extremamente importantes para a humanidade, pois podem guardar segredos relacionados diretamente com o surgimento da vida no planeta Terra.

Antes, explorá-los parecia algo improvável. Em corpos como a Lua e Marte, a NASA utiliza pás e escavadeiras para coletar materiais. Entretanto, em um asteroide, isso não seria possível, pois os mecanismos não funcionam corretamente em um ambiente de gravidade baixa.

Para solucionar o problema, a agência espacial estadunidense decidiu utilizar arpões retráteis, feitos especialmente para essa ocasião. As “armas” possuem uma força estrondosa e, durante os testes, devem permanecer sempre viradas para o chão — caso contrário, o arpão pode atravessar facilmente o telhado e aterrissar no peito de alguém.


(Fonte da imagem: NASA/Rob Andreoli)

Embora os testes estejam sendo feitos em uma balista com três metros de altura, no espaço, a NASA utilizará canhões para lançar o projétil, que conta penetrará na superfície do asteroide e terá um mecanismo que desprende o compartimento de coleta do arpão. A agência está preparando projéteis com cargas explosivas diferentes para se adequar a vários tipos de superfícies distintas.

No vídeo explicativo, a NASA comenta que o arpão deve entrar em ação somente em 2023. Será que ele também poderá ser utilizado em uma guerra contra alienígenas? Ou quem sabe para salvar o mundo, ao melhor estilo Armagedom?

Cupons de desconto TecMundo: