(Fonte da imagem: NASA/courtesy of nasaimages.org)

Com toda a conversa sobre o fim do mundo que ronda a internet através de pseudocientistas e especuladores, raramente ouvimos falar do nome Apophis, um asteroide de 50 milhões de toneladas que efetivamente pode passar muito perto da Terra por volta de 2029. Aliás, passará tão perto, que no seu retorno, em 2036, poderá acertar o planeta em cheio.

Entretanto, ainda não é momento para pânico. Segundo a NASA, as chances de uma colisão são remotas. Além disso, assim como cientistas da União Europeia divulgaram anteriormente, os chineses também preparam um plano para desviar a trajetória do asteroide caso seja necessário. Não, Bruce Willis e sua equipe de perfuradores também não estão envolvidos nesse projeto.

No papel, os chineses descrevem como Apophis poderá ser desviado usando uma pequena espaçonave em rota contrária à do asteroide. Com uma velocidade de impacto planejada de aproximadamente 85 quilômetros por segundo, a colisão seria tão grande que, se feita com a antecedência ideal, tiraria Apophis de sua possível direção catastrófica.

Contudo, realizar essa tarefa parece mais fácil nas telas do cinema e no papel do que na realidade. A tecnologia necessária para tal ação ainda está em fase inicial de desenvolvimento e a nave teria que ser lançada anos antes. Além disso, é como se tivéssemos que “acertar uma bala com outra bala” e qualquer desvio milimétrico pode ser suficiente para que os chineses errem o alvo. Contudo, nada garante que Apophis errará o dele.

Cupons de desconto TecMundo: