(Fonte da imagem: John Rogers/University of Illinois at Urbana-Champaign)

Um grupo de pesquisadores das Universidades de Illinois e de Northwestern, nos EUA, e da Universidade de Tecnologia de Dalian, na China, desenvolveu nanomembranas de silicone dotadas de pontos eletrônicos.

A tecnologia pode ser usada, por exemplo, nas pontas dos dedos para que você, além de ver, também sinta os conteúdos reproduzidos na tela do computador. Seria uma nova experiência virtual, promovendo uma expansão de sensações ao assistir um filme ou jogar um game.

O funcionamento dos simuladores eletrotáteis criados por essa equipe de cientistas é conceitualmente simples: os pontos eletrônicos espalhados pela película, e que ficam em contato com a pele, enviam sinais elétricos que são interpretados como toques pelo sistema nervoso central.

Esse tipo de aplicação não é exatamente uma novidade, pois já existem projetos para tentar promover meios de pessoas cegas, deficientes ou que tiveram algum membro amputado terem maior independência – como este estudo da Universidade Panamericana, no México.

O diferencial da tecnologia criada pelos pesquisadores norte-americanos e chineses é que a nanomembrana é capaz de conduzir correntes em diferentes frequências, o que permite que os cientistas manipulem as sensações percebidas. Você pode acessar o documento referente à essa pesquisa, mediante um cadastro gratuito, no IOPScience.

Fontes: Science Now, IOPScience

Cupons de desconto TecMundo: