Ainda vai levar alguns anos para que nossos smartphones comecem a funcionar em redes móveis de quinta geração ou 5G, mas isso não está impedindo empresas como a Intel de experimentar com o novo padrão. Na verdade, essa padronização ainda está em construção e, quando estiver pronta, o mundo vai experimentar uma revolução tecnológica. A Intel demonstrou na MWC 2017 mais ou menos como isso deve acontecer.

Basicamente, a expectativa é de que a conectividade 5G extrapole a barreira dos smartphones e tablets e chegue a dispositivos bem mais “mundanos”, como geladeiras, máquinas de lavar, lâmpadas, fechaduras eletrônicas e tudo que é tipo de eletrônico doméstico que você possa ter. Com esses aparelhos conectados à internet móvel, eles poderão conversar entre si sem os problemas de alcance que o WiFi impõe.

Dessa forma, você terá a oportunidade de controlar praticamente tudo em sua casa com apenas um dispositivo; seu celular, computador ou mesmo algum tipo de controle doméstico que talvez seja inventado no futuro.

O 5G tem um grande potencial para finalmente popularizar a internet das coisas

O que a Intel quer dizer com tudo isso é que o 5G tem um grande potencial para finalmente popularizar a internet das coisas, tornando aparelhos que seguem esse padrão algo realmente conveniente e não mais um incômodo para o usuário.

Como você pode conferir no nosso vídeo, feito lá na feira, já existem experimentos bem avançados que demonstram como isso tudo deve funcionar em um futuro próximo. Você poderá, por exemplo, abrir a porta da sua casa à distância com o seu smartphone, ligar o ventilador de outro cômodo antes de chegar lá, ligar a TV sem o controle remoto e ativar as persianas e cortinas da sua residência logo depois de acordar.

A ideia é automatizar todo tipo de coisa doméstica e centralizar o controle com o usuário onde quer que ele esteja. Portanto, se você deixou suas janelas abertas para dar aquela ventilada na casa enquanto você está no trabalho, seria possível fechá-las remotamente assim que começar a chover.

Plataforma aberta

Vale comentar ainda que a plataforma central de controle que a Intel demonstrou na MWC foi feita com código aberto, e qualquer pessoa com conhecimento suficiente poderia personalizá-la ou criar mais elementos para satisfazer suas necessidades. Portanto, podemos imaginar que as possibilidades para algo desse tipo são virtualmente infinitas.

Claro que existem muito mais aplicações para o 5G e para a internet das coisas, mas é interessante ressaltar que são as coisas relativamente fúteis que servirão como vitrine para a nova tecnologia.

Cupons de desconto TecMundo: