(Fonte da imagem: Thinkstock)

Especialista em segurança digital, Peter Filimore resolveu testar a força da segurança de rádios online e sites que vendem álbuns completos ou músicas avulsas. O resultado foi desanimador para esses serviços: o rapaz conseguiu arrecadar pouco mais de R$ 2 mil com um CD totalmente falso.

Filimore nunca tocou instrumento algum, mas usou suas habilidades com eletrônicos para montar uma coletânea. Ele compilou uma série de arquivos MIDI de domínio público em faixas separadas e compilou tudo com a ajuda de algoritmos.

Em seguida, ele comprou três serviços de processamento da Amazon e transformou todos em bots "ouvintes" que foram configurados para escutar constantemente o CD, que foi adicionado em sites como Spotify, Rdio, Pandora, iTunes e até a própria Amazon. Como as páginas premiam artistas por número de ouvintes, ele não só recebeu o dinheiro como ficou na frente de estrelas como P!nk e Nicki Minaj, já que as execuções foram feitas durante um mês, 24 horas por dia.

O mais engraçado é que o artista foi listado como John Matrix, personagem de Arnold Schwarzenegger no filme "Comando para Matar", e todas as músicas foram nomeadas com falas marcantes do longa-metragem de ação. Ele ainda criou um método alternativo de upload e uma técnica de denúncia que abaixa a popularidade de artistas rivais. Após denúncias, a conta no Rdio já foi desativada e as outras foram apagadas de vez, mas a lista de 50 "sucessos" do autor pode ser conferida aqui.

Cupons de desconto TecMundo: