Há alguns anos, simplesmente não havia uma forma realmente fácil de aprender a tocar guitarra — ou qualquer outro instrumento musical. O caminho era apenas um: algum talento e muita paciência para despender horas e horas com aquele exemplar surrado nas mãos. É claro, havia quem recomendasse executar os exercícios mais mecânicos e repetitivos diante de um bom programa de televisão. Mas, convenhamos, a coisa não ia muito além desse ponto.

Bem, o cenário hoje certamente é outro. Qualquer loja (virtual ou real) de aplicativos inclui atualmente uma verdadeira enxurrada de ferramentas destinadas a “facilitar” o seu desenvolvimento na guitarra. Isso inclui desde propostas claramente didáticas até métodos disfarçados de jogos (e vice-versa).

(Fonte da imagem: Reprodução/YouTube)

Mas, afinal, quais delas realmente colaboram com o seu aprendizado? Se você se inclui naquele seleto grupo de músicos em potencial que não conseguem se satisfizer com algumas guitarras de botões coloridos, então confira a lista organizada pelo Tecmundo.

Entre bibliotecas de acordes, guitarras turbinadas, sites e “Guitar Heros” com instrumentos reais, há uma bela seleção de professores substitutos — boa parte deles custando muito menos do que aulas particulares.

Rocksmith

Antes de Rocksmith, vários outros jogos e aplicativos tentaram responder à pergunta: “Que tal um Guitar Hero ou Rockband que utilizasse instrumentos de verdade em vez de controles plásticos em formato de guitarra?”. Entretanto, parece pouco arriscado afirmar que, mesmo com alguns deslizes, o jogo/instrutor de guitarra desenvolvido pela Ubisoft foi mesmo o mais bem-sucedido.

O grande ponto aqui é a familiaridade, o que ocorre em uma via de mão dupla. Quem já toca guitarra, mas jamais entrou em contato com um título ritmo à la Guitar Hero (ou mesmo qualquer tipo de game), tem a possibilidade de plugar aquela guitarra favorita para disparar alguns licks.

Também o típico jogador de Guitar Hero — aquele que bate recordes tocando músicas do DragonForce — deve se sentir em casa. Isso porque Rocksmith funciona com o mesmo esquema de pistas e notas coloridas, indicando claramente sequências de notas ou acordes. Além disso, há tutoriais ensinando técnicas específicas, como vibratos, hammer-nos, pull-offs etc. Tudo apresentado de forma gradual e cuidadosa.

YouTab

O site YouTab é menos um jogo do que uma forma prática para começar a “ler” música e se desenvolver na guitarra. O programa traz diversas tablaturas (versão simplificada da partitura), as quais são exibidas e executadas para que você acompanhe — em uma interação óbvia com os vídeos do YouTube.

(Fonte da imagem: Reprodução/YouTube)

Embora o início seja  bastante simples, o YouTab acompanha o seu desenvolvimento, apresentando ideias cada vez mais complexas, com novas exigências técnicas — o que ainda serve para expandir o seu repertório musical.

Embora inclua diversos vídeos, o programa funciona basicamente com faixas de áudio. Por fim, o esquema passo a passo é ideal para entender o ponto exato das trocas de acordes ou notas e compassos — exibindo ainda as casas exatas em que os seus dedos devem estar.

SoundSlice

Muito semelhante ao YouTab (acima), o SoundSlice também oferece uma forma prática de “tablaturar” vídeo do YouTube, oferecendo também uma maneira incrivelmente visual para assimilar passagens de notas e compassos.

(Fonte da imagem: Reprodução/SoundSlice)

Entretanto, apesar da proposta muito semelhante, o SoundSlice apresenta um número relativamente menor de vídeos com tablatura. A diferença, entretanto, aparece na interface — um tanto mais intuitiva — e também na possibilidade de exibir as tablaturas em várias pistas simultâneas — mostrando bases e solos, por exemplo.

Rock Prodigy

Trata-se aqui de um prático aplicativo para iPhone e iPad. Ao custo de US$ 20 (aproximadamente R$ 40), o Rock Prodigy representou uma das primeiras tentativas de juntar jogo e aprendizado de guitarra. O app registra o tom e a oitava de notas tocadas em diversas músicas a fim de mostrar se você está no caminho certo — ou se deveria partir para o pandeiro.

(Fonte da imagem: Reprodução/Rock Prodigy)

Há aqui uma respeitável biblioteca com mais de 100 músicas e 150 lições — para praticamente qualquer nível de guitarrista. O Rock Prodigy também acompanha o seu aprendizado, exibindo eventuais progressos. Por fim, a parte ostensiva da coisa: o aplicativo mantém um ranking online com as dez maiores pontuações de todos os tempos.

GuitarBots

Muito similar a Rock Prodigy e também a Rockstmith, há aqui a possibilidade de encarar diversas músicas e lições em dificuldade crescente. Uma vantagem óbvia, entretanto, é a praticidade. GuitarBots pode ser acessado do seu navegador — basta que você possua um microfone ligado ao computador.

(Fonte da imagem: Reprodução/GuitarBots)

Mas o seu crescimento musical não sai exatamente de graça. Na verdade, a menos que você se contente com cinco minutos de treinos diários (limite para contas gratuitas), será necessário despender US$ 9,99 (cerca de R$ 20) por mês — mais barato do que a maioria dos instrutores particulares, de qualquer forma.

gTar

Eis aqui uma boa ferramenta de aprendizado — além do resultado de uma campanha bem-sucedida do KickStarter. Com um design único, a gTar é — nada mais e nada menos — do que uma guitarra de funcionamento baseado iPhone.

Em termos de aprendizado, a vantagem aqui aparece no freetboard do instrumento. Cada nota no braço da guitarra é iluminada, mostrando a sequência correta para cada música. Além disso, vale um ponto para a portabilidade: os sons emanam do alto-falante do próprio smartphone — sem necessidade de amplificadores adicionais, portanto.

Resta um preço um tanto salgado, é verdade. São US$ 399 (aproximadamente R$ 780). Considerando-se os impostos, trata-se, provavelmente, de uma quantia maior do que a média cobrada por uma boa guitarra intermediária. Se ainda for do seu interesse, basta aguardar alguns meses. A gTar deve dar as caras em algum momento deste ano.

BandFuse

BandFuse traz uma proposta muito semelhante à de Rocksmith — e também de várias tentativas anteriores. Trata-se de levar a fórmula de Guitar Hero e Rock Band para o universo dos instrumentos reais.

Apesar dos vídeos promocionais incluindo nomes de peso do cenário musical (Slash, por exemplo), o formato aqui não é propriamente algo inovador. Há a boa e velha pista com botões coloridos e diversos clássicos do pop/rock mundial para medir o seu desempenho. Para uma diversão extra, BandFuse ainda inclui um modo multiplayer para até quatro participantes.

Learn Guitar

Embora não seja uma ferramenta “parruda” como outras desta lista, o Learn Guitar certamente traz suas vantagens, cujo foco é o aprendizado para iniciantes. E há o diferencial do preço: por 99 centavos de dólar, este aplicativo para iPad inclui 27 lições em vídeo de Jen Trani — figura bem conhecida de quem busca videoaulas no YouTube.

(Fonte da imagem: Reprodução/iTunes) 

Learn Guitar Chords

Uma prática ferramenta gratuita para Android, Learn Guitar Chords é um aplicativo simples que traz um conjunto básico de acordes de violão e guitarra. Além de mostrar exatamente o posicionamento correto dos dedos sobre o braço do violão ou da guitarra, o app também emite o som resultante de cada acorde.

(Fonte da imagem: Baixaki)

Não se trata aqui de uma biblioteca de acordes, tal como vários apps semelhantes lançados para o Android. Na verdade, ele é um programa ideal para quem gostaria de dar os primeiros passos no aprendizado de violão e guitarra. Afinal, estes são apenas alguns poucos acordes, boa parte formada somente por tríades, tétrades e acordes com terça suspensa (o popular “sus”).

Cupons de desconto TecMundo: