(Fonte da imagem: Divulgação / Sony Music)

No domingo, um dia após a morte da cantora Whitney Houston, o preço de dois álbuns dela praticamente dobraram de preço na iTunes Store do Reino Unido. Os discos “The Ultimate Collection” e “Greatest Hits”, que originalmente custavam US$ 7,80 (cerca de R$ 13,50), passaram a ser vendidos por US$ 12,50 (aproximadamente R$ 22).

Frente à revolta de seus clientes e acusações de que tanto a Apple quanto a Sony estavam tentando lucrar com o falecimento da estrela, a gravadora voltou atrás na remarcação de preços e afirmou que tudo não passou de um engano. Um erro humano teria causado uma subida indevida no valor dos álbuns, que permaneceram assim por algumas horas.

Fontes na indústria fonográfica, ouvidas pelo site CNET, porém, afirmam que a informação pode não ser tão verdadeira. Apesar de não ser possível saber se a alta no preço foi intencional, a modificação teria sido feita por um gerente de nível médio da própria Sony. Em tal grau na hierarquia da empresa, o funcionário tem a opção de trabalhar com os preços da forma como desejar.

Clientes que adquiriram os álbuns com o preço errado agora exigem um reembolso por parte da Sony. A empresa, porém, ainda não deu nenhuma informação sobre o assunto.

Cupons de desconto TecMundo: