(Fonte da imagem: Side-Line)

Fontes consultadas pelo site Side-Line afirmam que, até o fim de 2012, as grandes gravadoras devem desistir de vez de vender músicas através do formato de CD. O lugar dos discos tradicionais será ocupado pelo download e streaming de faixas a partir de serviços como o iTunes, Rhapsody e Spotify.

O formato de CDs não seria totalmente abandonado, mas ficaria restrito às edições para colecionadores de álbuns feitos por artistas conceituados. Os pontos de venda tradicionais também seriam abandonados, e para adquirir tais discos será preciso recorrer a revendedores online como a Amazon. Já as novas bandas e nomes sem grande potencial de vendas continuariam restritos ao meio online.

A decisão faz sentido em um mercado que vê o número de vendas físicas cair a cada ano, com raras exceções. Além do custo de fabricação, as grandes gravadoras também têm de arcar com custos operacionais que incluem a distribuição e armazenamento dos CDs, custo que seria completamente eliminado ao mudar o foco exclusivamente para o meio online.

O Side-Line tentou entrar em contato com as gravadoras, mas todas se mantiveram caladas quanto ao fim dos discos físicos. Caso os rumores se provem verdadeiros, pode significar o fim das lojas tradicionais, que precisarão investir em outros meios além dos CDs para sobreviver. A principal beneficiada com a história deve ser a Amazon, que se tornará o único meio que os colecionadores terão de manter suas discografias atualizadas.

Cupons de desconto TecMundo: