Conhecido por ter ajudado a acelerar o fim da Segunda Guerra Mundial, a criar a base da computação como a conhecemos e pelo “Teste de Turing”, Alan Turing também tem foi revolucionário em diversas outras áreas. Entre as facetas menos conhecidas do cientista está o fato de que ele criou os primeiros tons musicais criados por computadores — em outras palavras, um sintetizador.

Esta semana, uma dupla de pesquisadores da Universidade Cantebury anunciou que conseguiu restaurar os resultados do primeiro experimento feito por Turing em sua máquina. As experiências pelo notório inventor levavam em consideração que, se ele reproduzisse sons de cliques em intervalos determinados, seria capaz de criar tons correspondentes a notar musicais.

Por exemplo: ao fazer um clique a cada quarto ciclo da CPU de seu computador Manchester Mark I, ele conseguiria criar um tom correspondente a dó. Para testar sua teoria, ele usou os tons para indicar o comprimento de tarefas e erros no fluxo de memória — criando assim, em de uma só vez, os sintetizadores e os sons de alerta de um sistema.

Gravações restauradas

A primeira máquina a produzir sons foi o Manchester Mark II, graças ao programador e músico Christopher Strachey, que codificou a canção “God Save the Queen” a partir do manual de operação do aparelho. Turing sabia do potencial musical do aparelho na época, mas simplesmente não tinha interesse em se aproveitar dele.

O Manchester Mark I

A BBC gravou a canção em 1951 junto a duas outras músicas: “Baa Baa Black Sheep” e “In the Mood” que, graças aos equipamentos de gravação usados na época, perderam afinação com o passar do tempo. E é justamente esse material que os pesquisadores da Universidade de Cantebury conseguiram recuperar com o ajuste de frequências e com softwares que corrigem a afinação.

O resultado desse trabalho é a possibilidade de escutar uma versão limpa do sintetizador, que soa como uma mistura de violoncelo e uma gaita de fole eletrônico. Embora o áudio definitivamente não deva a agradar todo mundo, ele serve como mais uma prova do grande talento de Turing, cuja vida infelizmente foi marcada por tragédias que culminaram em seu suicídio aos 41 anos de idade.

Cupons de desconto TecMundo: